JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Para que o rei Davi pudesse ser lembrando hoje como o jovem que derrubou o gigante Golias, usando apenas algumas pedrinhas, ele precisou ignorar todas as pessoas que duvidaram dele, quando se dispôs a lutar contra o homem que estava desafiando o povo de Israel.

O gigante filisteu pedia para que escolhessem entre os israelitas um homem ousado para lutar com ele. Porém, ninguém teve coragem de guerrear contra ele. Nem mesmo os irmãos de Davi, que faziam parte do exército de Israel.

Vendo isso, Davi apresentou-se, querendo combatê-lo. Com um cajado na mão, escolheu cinco pedras lisas, colocou-as em uma sacola e, depois, com uma funda, avançou contra Golias.

Diante de um jovem tão pequeno, o gigante sentiu-se ofendido, por Israel ter enviado alguém nessas condições para desafiá-lo. “Sou eu algum cão para vires contra mim armado com um pau?” (1 Samuel 17:43), perguntou Golias.

Davi, então, respondeu: “Tu vens contra mim com espada, lança e escudo e eu avanço em nome do Senhor. Hoje Ele vai entregar-te em minhas mãos e toda a Terra saberá que há um Deus em Israel” (1 Samuel 17:45).

Em seguida, ele tirou uma pedra da sacola e arremessou-a com a funda na direção do gigante, que foi atingido de forma certeira, em sua fronte, caindo diante de todos.  Usando uma espada, Davi cortou-lhe a cabeça e os filisteus fugiram aterrorizados (1 Samuel 17:49-51).

Cuidado com quem você compartilha os seus sonhos

Outro personagem bíblico que demonstra o quanto é importante se preservar das opiniões contrárias é José. O filho mais novo de Jacó sofreu consequências duras por conta da inveja dos seus irmãos, que chegaram a vendê-lo como escravo.

Um homem sonhador, José pagou o preço por dividir os seus projetos de vida com pessoas que duvidavam dele e o consideravam incapaz de ser um vencedor.

No entanto, mesmo vendo sua vida tomar um rumo totalmente oposto aos seus sonhos, ele permaneceu fiel às suas convicções. Enfrentou a escravidão, uma acusação de adultério e também a prisão, pois sabia que estava sendo conduzido para o lugar onde Deus queria levá-lo.

Após muitas lutas e sem olhar para circunstâncias, José foi nomeado governador do Egito, vendo as promessas de Deus e os seus sonhos se concretizarem. Provavelmente, se tivesse guardado consigo seus projetos, sem dar ouvidos ao que os seus irmãos tinham a dizer sobre isso, ele teria encurtado o caminho da conquista (leia o livro de Gênesis, do capítulo 37 ao 50).

O silêncio é ouro

Às vezes, o silêncio é a melhor resposta a ser dada aos críticos e pessimistas. Pessoas que estão sempre duvidando da capacidade alheia. Um bom exemplo disso pôde ser observado nas olimpíadas de Londres 2012, diante da trajetória da seleção feminina de voleibol do Brasil (foto ao lado).

Durante a maior parte da competição, elas receberam inúmeras críticas, principalmente de alguns veículos de comunicação. Após conquistar a medalha de ouro, as jogadoras dedicaram o triunfo a todos os que não acreditavam na capacidade do grupo de conseguir o bicampeonato olímpico.

“Calamos a boca de muitas pessoas que não acreditavam em nós e isso é tudo o que posso dizer; nós não desistimos em nenhum momento. Quero agradecer a Deus, pois em nossa equipe a base é a superação”, declarou a ponteira Jaqueline.

“Muitos duvidaram da nossa capacidade. Essa equipe foi colocada à prova da pior maneira possível. Fomos questionadas, mas nós nunca duvidamos de nossa capacidade”, afirmou a líbero Fabi.

O Brasil chegou às olimpíadas na mira dos críticos. Contudo, a equipe mostrou capacidade de superação. “Esta seleção foi como a ave fênix, saiu das cinzas e começou a crescer”, resumiu o treinador Zé Roberto Guimarães.

 Arca Universal / Portal Padom

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗