JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

O princípio do fim do celibato dos sacerdotes católico? Em uma recente entrevista ao semanal alemão ‘Die Zeit’, o Papa Francisco destacou o problema da falta de sacerdotes, especialmente jovens, na Igreja Católica.

Muitos acreditam que a raiz de todo esse problema é a escassez de pessoas vocacionadas em cumprir o celibato obrigatoriamente imposto pela igreja Católica. Mas o papa não exclui a “possibilidade” de em breve ter padres casados em circunstâncias excepcionais, em particular nas “comunidades isoladas”. Mas até o momento o papa diz que isso é apenas uma hipótese.

No entanto, suas palavras mostram a disponibilidade da Igreja Católica, pelo menos, em reconsiderar a posição até então rigorosa sobre o celibato de seus sacerdotes.

Origens do celibato

Por si só, o celibato sacerdotal não é reconhecido como doutrina imutável da Igreja Católica. O próprio Papa Francisco confirma que “não é um dogma de fé.” No entanto, existe uma forte tradição da igreja como uma norma obrigatória introduzido no I e II Concílio de Latrão, no século XII. No século XX, o Concílio Vaticano II determinou que a abstinência total e permanente não é uma exigência que vem da mesma natureza do sacerdócio.

A falta de sacerdotes

Nas últimas cinco décadas, o número de padres católicos caiu de 419.000 para 414.000, enquanto a população mundial duplicou. Ao mesmo tempo, nos países desenvolvidos também está crescendo a idade média dos padres católicos.

No entanto, não é fácil mudar esta tradição, que é uma das diferenças mais importantes entre o Vaticano e outras igrejas cristãs. Uma pesquisa com 2.500 sacerdotes americanos mostrou que 75% deles aceitam o celibato como uma parte importante e positiva de sua vida.

Por sua vez, o Papa Francisco mencionou a possibilidade de aumentar o número de padres casados. O direito canônico da Igreja Católica não implica que depois de ter se casado uma pessoa não pode exercer o sacerdócio.

Em 2018 será realizado no Sínodo dos Bispos da Igreja Católica e em que o problema da escassez de jovens assumir o sacerdócio serão abordados. Estima-se também que as diferentes opiniões sobre o celibato e padres casados será objeto de um debate sério. – rt

Portal Padom

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗