Padres ‘descarados’

0
155

Indignada, juíza da Flórida condena dois sacerdotes que desviavam dinheiro das paróquias e gastavam até em cassinos.
O padre Francis Guinan, de 66 anos, um dos párocos da Igreja de San Vicente Ferrer, em Delray Beach, Flórida (EUA), dava um destino nada santo às ofertas coletadas durante as missas. Ao invés de destinar os recursos à manutenção da paróquia e às obras sociais, o sacerdote torrava tudo em gastos pessoais, inclusive compra de imóveis e jogatina em cassinos. O caso veio à tona depois que Guinan foi condenado na última quarta-feira, a quatro anos de prisão por um tribunal da Flórida. Indignada com o procedimento do religioso, a juíza Krista Marx classificou seu comportamento como de “descaramento absoluto”.
O padre foi condenado pelo desvio de US$ 100 mil, mas segundo os promotores que atuam no caso, o roubo foi bem maior: entre 2003 e 2005, Guinan teria subtraído quase meio milhão de dólares do caixa da igreja. Boa parte do dinheiro teria sido gasta nas casas de jogo de Lãs Vegas, a capital americana dos cassinos. E ele não estava sozinho na rapinagem: seu colega de batina, John Skehan, de 81 anos, declarou-se culpado de roubar os donativos dos fiéis. Em virtude de sua idade, foi condenado a pena mais branda – 14 meses de detenção -, mas terá de restituir 700 mil dólares à paróquia. Os dois foram suspensos de suas funções religiosas pela Igreja
Durante o julgamento, Guinan inventou uma justificativa prosaica para o crime. Ele argumentou ter entendido que os sacerdotes podiam gastar até US$ 50 mil, mesmo que fosse em um só objeto, sem precisar dar maiores explicações aos frequentadores da igreja. Só não conseguiu explicar onde tal regra estaria escrita.

(Com reportagem da AFP)

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui