“Padre Oprah” deixa a Igreja Católica e renuncia ao celibato

0
112

padre-alberto-escandaloUm dos padres católicos mais populares dos Estados Unidos, o padre Alberto Cutié, 40 anos, cujas fotos mostrando-o ternamente enlaçado a uma mulher causaram escândalo, decidiu juntar-se á Igreja Episcopal que não o obriga ao celibato.“Padre Oprah”, como é conhecido, por ser uma personalidade mediática, conta tornar-se membro da Igreja Episcopal no seio da qual prosseguirá o seu sacerdócio”, indicou quinta-feira este ramo norte-americano da Igreja anglicana.
No início de Maio, imagens publicadas numa revista en língua espanhola mostravam o padre Alberto em calção de banho, a abraçar uma jovem mulher em bikini numa das praias mais frequentadas de Miami.
O muito mediático padre Alberto (apresentava shows no canal espanhol Telemundo), um dos padres hispânicos mais populares do país, admitiu imediatamente os factos.
Ele foi recebido na Igreja Episcopal, o ramo norte-americano da Comunhão Anglicana numa cerimónia realizada na Catedral da Trindade e pode vir a anunciar mais tarde o seu casamento. Terá de cumprir outras formalidades antes de servir como sacerdote episcopal.
“Agradeço a Deuz pelas muitas pessoas na nossa comunidade que me mostraram o seu amor e apoio”, disse Cutié num comunicado. “As vossas orações apoiaram-me neste período de transição da minha vida. Com a ajuda de Deus, espero continuar o meu ministério como padre na minha nova casa espiritual”.
Nascido em Porto Rico de pais cubanos, há muito que criticava publicamente o celibato imposto aos padres.
O escândalo, divulgado pela imprensa norte-americana mas também pela internacional, fez ressurgir na opinião pública o debate sobre os alegados problemas criados pela obrigação do celibato imposto aos padres na Igreja católica.
Desde 2002, a Igreja Católica norte-americana foi abalada por numerosos escândalos que envolvem padres em casos de abusos sexuais.

Lusa/www.padom.com

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui