VENEZA – Uma obra de arte que retrata o ditador nazista Adolf Hitler criança com o uniforme militar no colo de uma santa católica, no estilo das pinturas do artista renascentista Rafael, está gerando polêmica na cidade de Verona, no norte da Itália, onde foi exposta. A pintura é do artista italiano Giuseppe Veneziano e foi apresentada em uma galeria durante o evento ArtVerona, uma feira que apresenta obras de arte modernas e contemporâneas, gerando críticas das comunidades judaica e católica, que as julga como uma provocação e dizem que é um trabalho que só merece “o desinteresse e o silêncio”.
O rabino de Verona, Crescenzo Piattelli, disse ao jornal Corriere del Veneto, que esta “é uma obra blasfematória e ofende profundamente os cristãos, e também os judeus, visto como a imagem de Hitler é retratada”.
O prefeito da cidade, Flavio Tosi, disse, por sua vez, que “naquele quadro não existe nada de artístico e de bonito. Se dependesse de mim, eu mandaria cobrir a pintura”.
“Desta forma o autor conseguiu obter o resultado que ele queria, buscando, de forma provocatória, a divulgação de seu trabalho através da ofensa à religião cristã. Quem organizou a manifestação, a feira de Verona, não deveria ter permitido tal exposição”, declarou Tosi.
O prefeito acredita ainda que a escolha de mostrar a obra “se deve a uma falta de controle preventivo ou a um grande erro” e explicou que “a prefeitura só patrocinou o evento como todos os outros que acontecem no espaço de exposição e não tem nenhuma possibilidade de fazer uma triagem” antes.
Por sua parte, Giuseppe Veneziano explicou que este é um trabalho que nasce da crise religiosa que caracteriza a época atual, defendendo que “destaca o fato de que Hitler também era filho de Deus e que o monstro existe de forma potencial em todos nós”.

Leia também!  O poder do perdão: como um cristão árabe aprendeu a amar os judeus

Fonte: ANSA/UOL/O Verbo/Padom

Deixe sua opinião