JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

obama
Frente ao debate sobre a redução do déficit, da qual Obama pretende reduzir em 3,7 trilhões em um período de dez anos, líderes cristãos do círculo de proteção clamaram ao presidente não prejudicar programas e projetos para os pobres.
O grupo chamado círculo de proteção é composto por 5 das organizações mais importantes do país: a Conferencia Nacional dos Bispos Católicos ( United States Conference of Catholic Bishops), Conferencia Nacional de Líderes Hispanos Cristãos (NHCLC), Associação Nacional Evangélica (NAE), Pão para o Mundo (Bread for the World) e Concílio Nacional de Iglesias Cristianas.
Segundo Rev. Samuel Rodriguez, membro do Círculo de Proteção, os líderes religiosos expressaram ao presidente primeiramente que eles estão de acordo que ele deve arrumar a questão do déficit.
“Estamos 100% apoiando a idéia que temos que eliminar a dívida e o déficit e temos que pôr a casa fiscal em ordem. Nossa grande preocupação é que os pobres a nível doméstico e a nível mundial sejam os que sofram as consequências,” disse ele ao The Christian Post.
Rodriguez explica que durante o período de redução de déficit, dentre os programas e projetos que foram mencionados ser eliminados, estão os que tratam da pobreza a nível doméstico e a nível mundial.
“Nós como Cristãos somos comprometidos com Mateus 25 e Lucas 4 de trazer boas novas aos pobres e não queremos que esses programas sejam comprometidos ou sacrificados no altar da política”, foi a mensagem que Rev. Rodriguez e os outros líderes entregaram ao presidente Obama.
O grupo, disse Rev. Rodriguez, com pessoas conservadoras e outras possuindo outras ideologias políticas, não tinha uma agenda política mas sim uma agenda completamente cristã.
A conversa com Obama durou aproximadamente 30 minutos e o círculo de Proteção se reuniu ainda com seus delegados que estão tratando do assunto, Melanie Barnes, Valerie Jarrett, e conselheiro espiritual, Joshua DuBois. Eles planejam ainda falar com líderes do partido republicano para passar a mesma mensagem.
Durante a conversa o presidente “se comprometeu, afirmou eendorsou o círculo de proteção”, se comprometando a fazer todo o possível para não permitir que os programas e os projetos que tratam dos pobres sejam prejudicados.
Na semana que vem, os líderes cristãos vão se reunir novamente à uma roda de imprensa juntamente com o presidente, com o objetivo de enviar uma mensagem a todos os membros do Congresso: “que o povo cristão quer que o assunto financeiro seja resolvido mas não quer que sacrificar os pobres”.

Christian Post / Portal Padom

Deixe sua opinião