“O Sol e a Lua deixaram de se mover”: O eclipse bíblico que reescreve a história

Este evento, que ocorreu em 30 de outubro de 1207 aC, pode afetar a cronologia do mundo antigo.

0
1033

Um dos cientistas da Universidade de Cambridge (Reino Unido), tem combinado uma passagem da Bíblia e um texto egípcio para determinar a data do que poderia ser o eclipse solar mais antigo registrado, segundo uma publicação da revista ‘Astronomy & Geophysics’.

Em suas pesquisas, esses especialistas especificaram as datas em que alguns faraós egípcios reinavam – em particular, Ramsés O Grande, e se a comunidade científica aceita essa versão, isso poderia levar a um reajuste nos cálculos dos egiptólogos.

A Lua e o Sol “ficaram quietos”

No Antigo Testamento, o livro de Josué explica que, depois de ter conduzido o povo de Israel a Canaã, uma região do antigo Oriente Médio que cobriu o atual Israel e a Palestina, ele orou: “Sol, detém-te em Gibeom, e tu, lua, no vale de Ajalom.E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos.”

Colin Humphreys, co-autor do artigo, considera que “se essas palavras descrevem uma observação real”, naquele momento ocorreu “um grande evento astronômico”.

Um significado alternativo

Normalmente, “traduções para o inglês moderno” interpretam que “o Sol e a Lua pararam de se mover”, mas, de acordo com o texto original hebraico, “determinamos que um significado alternativo” poderia ser que o Sol e a Lua “pararam de brilhar“, explica Humphreys.

O fenômeno poderia ter sido um eclipse solar – quando a Lua se encontra entre a Terra e o Sol – uma interpretação suportada pelo fato de que a palavra hebraica traduzida “ficar quieto” tem a mesma raiz do termo babilônico que aparece em textos astronômicos antigos para descrever eclipses.

Eventos históricos

Outras evidências de que os israelitas estavam em Canaã entre 1500 e 1050 aC aparece em um texto egípcio escrito do faraó Merneptah, filho de Ramsés o Grande. Essa laje de granito, que é armazenada no Museu Egípcio no Cairo, indica que foi esculpida no quinto ano do reinado e menciona uma campanha em Canaã em que Merneptah derrotou o povo de Israel.

De acordo com esses especialistas, o único eclipse solar anular visível de Canaã entre 1500 e 1050 a.C. aconteceu em 30 de outubro de 1207 a.C. Se esse fato for confirmado, não só seria o mais antigo gravado, mas permitiria datar os reinados de Ramsés o Grande e seu filho Merneptah com uma precisão quase exata.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui