Às vésperas do período eleitoral uma verdadeira GUERRA foi travada, encabeçada por políticos e lideranças evangélicas do Rio.

O debate (combate) foi vergonhoso, chegando aos mais baixos níveis e um dos temas que mais aflorou foi a questão do aborto. Houve bate-boca pela internet, pela TV, em emissoras de rádios, em pequenos jornais, indiretas nos púlpitos de algumas igrejas … foi algo tenebroso, para demônio algum colocar defeito.

As eleições passaram e o tema voltou a ser discutido novamente – desta vez pelo governador Sérgio Cabral ontem, em uma palestra para empresários. Cabral, defendo a legalização do aborto, perguntou: ‘quem não teve uma namoradinha que teve que abortar?’

O governador emitiu sua opinião, por ser dotado de livre arbítrio, e está trazendo o assunto para o debate. Daí vem as perguntas:

-onde estão as lideranças evangélicas que tanto exploraram o tema, às vésperas das eleições?

-onde estão as Convenções das diversas denominações evangélicas que se manifestaram contrárias ao aborto?

-onde estão os políticos estaduais e federais do Rio, que tanto exploraram o tema?

-onde estão as emissoras de rádio evangélicas, em particular as FM, que usaram seus espaços para promoverem debates acalorados sobre o tema?

-onde estão aqueles que distribuíram materiais (CD, DVDs, jornais, revistas), aos milhares, pelas igrejas, mostrando-se contrários ao aborto?

Até agora nenhum destes emitiu uma notinha sequer, repudiando a apologia do aborto, feita por Cabral. Devem estar se ‘lixando’ para o assunto e comemorando: ‘nossa tática deu certo. Estamos garantidos por mais quatro anos’.

Na verdade, muitos exploraram o assunto com segundas intenções, promovendo intencionalmente terrorismo psicológico, visando apenas seus interesses pessoais, a fim de elegerem-se ou elegerem seus candidatos.

Por sua vez, não excluo a responsabilidade do povo evangélico, pois muitos de nós somos os grandes responsáveis dessa gente lograr êxito. Ora somos indiferentes, ora fazemos pouco caso e dizemos que política é coisa do Diabo e devemos ignorá-la.

Deus vai cobrar de cada um.

Com a palavra, os HIPÓCRITAS (eles e alguns de nós) !

Fonte da foto: Jornal O Dia

Holofote / Portal Padom

Deixe sua opinião