O que tem de mal “fazer” se nos amamos e vamos nos casar?

0
207

Você soube o que aconteceu com Roberto e Patrícia? Começaram a namorar, mas isso não é
tudo, ele a traz em sua casa para dormir quase todo os dias. Claro que seus pais estão lá, mas
no princípio era só aos sábados, depois todo o fim de semana, e ultimamente “convivem”
juntos….
Os país de Paty dizem que já estão grandinhos, que não tem nada de mal que ela durma em
sua casa, que se estão juntos é por que se amam e “não são hipócritas”. Mas a mãe de
Roberto está preocupada:” Antes pelo menos, ela se instalava no quarto de hospedes, agora
dormem juntos”. Outro dia me chamou a mãe da menina, pois haviam ido passar o final de
semana fora, sem avisar e nenhumas das mães sabiam onde estavam.

noticias-gospel-casarTalvez para alguns, esse exemplo se assemelhe mais a exceções do que a regras. Outros
podem ter se identificado com a situação. De todos os modos, o caso (que é real) se torna útil
para esclarecer conceitos da sociedade e o que diz a Bíblia a respeito. “Viver o hoje” é um fato
cotidiano que traz opiniões adversas e controversas.

Atualmente, entrar na adolescência é ter independência sexual. Porém a relação sexual é ou
deveria ser, uma consequência de outros crescimentos e responsabilidades. A realidade é que
ele ou ela estão moldando sua personalidade, estudam, trabalham, fazem projetos para o
futuro, se amam, se tornam um casal de namorados estável e chegam ao ato sexual. Parece
que o sexo é somente mais uma opção dentre tantas outras escolhas à tanta liberdade.

Mas isso é paradoxo. Se um casal de namorados mantém relações sexuais para estabelecer
uma suposta independência motivada consciente ou inconsciente pela família, por dizer e
demonstrar que ele ou ela já estão grandinhos e fazem o que bem entender, ou simplesmente
chegam a conclusão porque isso “os mantém unidos”, então chegamos à conclusão que não é
independência mas sim dependência.

Os namorados podem usar sua sexualidade para tratar de expressar: “Olha o que faço, estou
te machucando com isso?”. A intenção não é mortificar ou ferir de propósito seus pais. Tratam
de impor, invadir, romper com violência o terreno dos adultos: música alta, “exclusividade” no
telefone, no banho, ter a última palavra em discussões, e manter abertamente relações sexuais
é uma outra forma de demonstrar aos demais que é independente, que sabe todas as coisas
…Porém no fundo, estão buscando um freio, um limite, saber até onde podem chegar.

Então, o sexo não é uma escolha livre, independente; ao contrário: encobre insegurança,
desconcerto, queixa contra a atitude familiar, evidencia que ainda não está capacitado
para viver de maneira independente.

Os pais modernos que dizem “seja livre”, transmitem uma mensagem confusa. Na realidade não pensam no que dizem. Como a maioria deles tiveram uma adolescência bastante
ruim, tratam de passar bem com seus filhos essa fase, e de alguma maneira os incentivam
(ainda mais) provocando-os ao sexo livre. Depois se arrependem e tratam de colocar um freio.

Tarde demais….

Do outro lado estão os país “clássicos e rígidos”. Impõem razões que as vezes não tem nada a
ver com o que estão proibindo. Quando falta a boa explicação e só há uma atitude rígida (claro
que estamos falando sem a ajuda do Senhor) podem acontecer duas coisas: a libertinagem ou
repressão. Ou sai um louco bárbaro, ou um conflitado que o sexo em sí é pecado.

A boa educação sexual é imprescindível, anda junto com as outras educações que devem ser
iniciadas na infância. As crianças não “engolem” a cegonha, o repolho, a ilha dos bebês. Mas
cuidado, falamos de uma boa educação baseada na palavra de Deus.

Quando nos deparamos com a realidade bíblica, não importa se teus pais te ensinaram mal
(sejam liberais ou rígidos sem explicação), se a sociedade te mostrou um caminho equivocado,
ou se nunca houve uma boa educação sexual. A Palavra diz que “o que está em Cristo, nova
criatura é, que as coisas velhas já passaram, e que tudo se fez novo”. A Bíblia é o único meio
que pode te oferecer um caminho perfeito. Quando os ensinamentos chegarem através de
seus pais, amigos, professores, e sei lá de onde, tenha a sua base pela “palavra de Deus”, te
asseguro que tudo ficará esclarecido.

Fixe nesses princípios que são únicos:
1.Conhecer os limites. Romanos 14-15; 1 Coríntios 8; 10:23-33. Esses versos te ajudará
amadurecer sua personalidade. Lembre-se que todo adolescente está aprendendo a conhecer
os limites (alguns não nunca encontram e são chamados de imaturos). Quanto mais limites
conheças, mais longe poderá chegar sua independência. Mais livre viverás se conhecer a
liberdade dos demais (lembra do dito: “minha liberdade termina onde começa a dos demais”?);
na realidade, o caminho cristão é o único que te ajuda a amadurecer rapidamente.

2. Enfrentar responsabilidades. Não há pessoa mais imatura do que o que não faz nada.
Lamentação 3:27 diz: “Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade”. Isso significa
que se tens responsabilidades (o jugo simboliza trabalho, esforço, responsabilidade) vai ser um
homem maduro, seguro do que faz !
O sexo é uma responsabilidade, pois é o caminho para se ter filhos. Não se pode começar uma
responsabilidade quando se necessita ter cumprido com outra antes. Não se pode ter
responsabilidades de manter relações sexuais se primeiro não se tem cumprida a
responsabilidade de saber tratar a outra pessoa, respeitar, compreender, comprometer-se
como um casal, comprometer-se com Deus, você se dá conta? Tudo isso te leva primeiro ao
casamento. É o meio pelo qual uma pessoa demonstra que é responsável para enfrentar tudo
na vida ao lado de seu cônjuge.

3. Tomar decisões com segurança. Ao conhecer limites, ter responsabilidades, tua
personalidade vai se aperfeiçoando ao ponto que quando tenhas que tomar decisão, fará com
segurança. Os princípios da Palavra e a confirmação do Espirito Santo em teu coração, trazem
convicção para fazer o correto. Na medida que te entregas ao Espirito Santo, tua consciência
vai se formando por Ele, para que saibas decidir; isso é “andar em Espírito” e não dar “bola” a
seus desejos que provém da velha natureza (formada por hábitos egoístas, independentes de
Deus, que só pensa em prazer momentâneo). Gálatas 5:16-24 nos ensina que o Andar em
Espirito, é a única maneira de chegar a ser uma pessoa equilibrada.

O domínio próprio se alcança pelo Espirito. As respostas e perguntas existenciais estão na
Bíblia. Os propósitos da vida estão em Deus, e Ele os mostra para aqueles que os buscam. Por
isso, o caminho cristão é o único que faz que um menino ou menina adolescente alcance
maturidade, o resto é balela.

por Pablo Giovanini

Deixe sua opinião