O pastor batista renuncia devido ao adultério, “Eu fui um péssimo marido e pai”

Pastor que não tinha televisão em sua casa para não ser influenciado pelo mundo, renuncia após sair com prostitutas e uso de drogas.

Donnie Romero, um adepto do Novo Movimento Batista Fundamentalista Independente e polêmico fundador da Stedfast Baptist Church em Fort Worth, Texas, renunciou devido a ter feito sexo com prostitutas, jogos de azar e uso de maconha.

Eu só quero que vocês saibam que eu estou deixando o cargo de pastor da Stedfast Baptist Church“, Romero revelou à sua igreja enquanto sua voz tremia em um vídeo postado pela igreja no YouTube em 2 de janeiro.

Eu não tenho governado bem a minha casa. Eu fui um marido e pai terrível. Eu sou o culpado nessa situação. Minha esposa e meus filhos não são culpados. Eu amo Stedfast Baptist Church, amo minha família. Esta é a melhor decisão para minha família e esta igreja”, disse para sua congregação que ouvia em silêncio.

Sinto muito pela mágoa que isso pode causar às pessoas, o desânimo. Eu sinto muito. Eu amo vocês todos. Eu gostaria de não ter chegado a este ponto”, Romero acrescentou antes de sair do palco.

O pastor Steven L. Anderson, da Igreja Batista da Palavra Fiável em Tempe, Arizona, que ordenou Romero antes de partir para iniciar sua igreja e ajudar a congregação a renunciar de Romero, disse que o pregador havia se “desqualificado” de ser pastor por causa de seus pecados.

Embora ele não tenha revelado imediatamente quais foram os pecados de Romero no vídeo de 2 de janeiro e desencorajou a congregação de perguntar sobre detalhes, mais tarde ele revelou os pecados em um vídeo de acompanhamento postado no YouTube.

Quando você está em uma posição pública de confiança, como ser um pastor e cometer grandes pecados, então não é certo varrê-lo para debaixo do tapete. E assim essas coisas têm que ser confrontadas de frente. Ter integridade é importante”, disse ele. “Basicamente, o principal pecado envolvido era estar com prostitutas. E também havia maconha e jogos de azar descobertos também”.

Romero ganhou atenção nacional por elogiar o assassinato de 49 pessoas na Pulse, uma boate gay em Orlando, na Flórida, em 2016. Ele também se tornou um alvo para críticas de defensores LGBT, como o Southern Poverty Law Center .

Em um vídeo que ele postou após o ataque na boate Pulse, ele disse: “Esses 50 sodomitas eram todos pervertidos e pedófilos e eles são a escória da terra e a terra é um lugar um pouco melhor agora.

O reverendo Chuck Currie, um cristão progressista e diretor do Centro de Paz e Espiritualidade da Pacific University Oregon, condenou as opiniões de Romero em um post no Twitter .

Não há nada autenticamente cristão sobre o ódio. Stedfast Baptist Church não é uma igreja; é um grupo de ódio. Nada que eles dizem ou fazem seria reconhecido por Jesus, o Príncipe da Paz. Fim da história ”, escreveu ele.

A igreja de Romero, que foi fundada em 2014, se descreve como “antiquada, tem música tradicional e usa apenas a Bíblia King James!

A igreja acrescenta: “O novo movimento evangélico na América tem sido um desastre completo. As igrejas de estilo contemporâneo, rock and roll, mundanas não estão fazendo o trabalho quando se trata de pregar o Evangelho a toda criatura, ensinando doutrina bíblica, e pregando com força contra o pecado. Não padronizamos nossa igreja depois desses clubes sociais da moda. A Igreja Batista de Stedfast defende os velhos caminhos e a pregação de compromisso.”

Faz parte do Novo Movimento Batista Independente, que não é uma denominação. Igrejas associadas a ele são independentes “e cada Pastor se submete à palavra de Deus e do Senhor Jesus Cristo … Cada Pastor pode ver as coisas de maneira um pouco diferente dos outros Pastores, resultando em diferentes crenças em várias questões menores“, explica o movimento em seu site .

Todos concordam, no entanto, com princípios doutrinários como pregação pesada, antidispensacionalismo e anti-mundanismo, que incluem a oposição a estilos de vida como a fornicação, o adultério e a homossexualidade.

Em um sermão de 2016 em que ele pregou contra o pecado, Romero revelou que sua família era tão contra ser influenciada pelo mundo, eles nem sequer possuíam uma televisão.

O pastor Jonathan Shelley foi ordenado em 6 de janeiro para substituir Romero.

Deixe sua opinião