O presidente iraniano, Hassan Rouhani, acaba de relançar o diálogo entre o mundo islâmico e o mundo cristão, e espera realizar uma aliança entre o Irã e a Santa Sé sobre os principais problemas que sacodem a humanidade na luta contra o radicalismo, a injustiça e a pobreza.

presidente-irã-Hassan-Rouhani-islã-cristianismoSegundo informações da Agencia de noticias católica Fides, o convite de Rouhani chegou nos últimos dias, durante seu encontro como S. DOm Leo Boccardi, novo núncio apostólico no Irã. Rouhani publicou uma foto da reunião em sua conta no Twitter, escrevendo que “o islã e o cristianismo, precisam dialogar hoje mais do que nunca, porque a base do conflito entre as religiões se encontra na ignorância e na falta de compreensão das culturas”.

Rohani ressaltou que segundo com a doutrina de suas respectivas religiões, o Vaticano e o Irã têm ‘inimigos comuns’, como o terrorismo e o extremismo, e ‘objetivos semelhantes’, como derrotar a injustiça e a pobreza no mundo. O presidente iraniano agradeceu ao Papa Francisco pelos bons votos enviados ao povo iraniano, com a esperança de que “os dois países possam trabalhar juntos para acabar com a violência e o radicalismo no mundo”.

O novo núncio católico no Irã expressou o seu desejo de “fortalecer as relações bilaterais entre a Santa Sé e a Republica Islâmica”, na esperança de que os dois países possam trabalhar juntos para resolver as crises regionais do Oriente Médio, em especial na Síria.

O ministro das Relações Exteriores iraniano, Mohammad Javad Zarif, disse que, dada a forte presença de grupos extremistas no país, “a situação das minorias religiosas na Síria, como os cristãos, são motivo de preocupação para nós”.

Agora a pergunta que não quer calar: “Porque já que o presidente do Irã quer combater o terrorismo e a injustiça, porque em seu país existem centenas de cristãos, sejam católicos ou evangélicos presos? E os apelos para soltar o pastor Saeed? Esta mais que da ora de Rouhani se pronunciar sobre isso não é mesmo?” .

Portal Padom

Deixe sua opinião