JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Nesta quarta-feira, 30, a jornalista Mariliz Pereira Jorge, que atua como colunista da Folha de São Paulo, mostrou-se incomodada ao ver o nome Jesus sendo citado com muita frequência.

Ela argumentou que o Estado é laico, e ao ver o nome Jesus sendo citado constantemente em âmbito público em especial na esfera política do país, estaria quebrando está laicidade.

“O Estado é laico. Parem de falar em Jesus”, escreveu ela com um palavrão no final.

Mariliz com sua postagem, mostra-se claramente o seu Incômodo com a liberdade religiosa, já que tenta distorcer o termo “Estado laico” para defender que o nome de Jesus não seja mais citado.

No ano de 2018, a jornalista esquerdista Miriam Leitão, que faz parte do grupo Globo, também mostrou-se desconfortável ao ver o até recém eleito Presidente Jair Bolsonaro, fazendo uma oração em agradecimento a Deus.

Na ocasião, Miriam também falou em laicidade do Estado e usou a palavra “preocupação” para descrever seu incômodo com o fato de Bolsonaro ter sido abençoado na época.

Deixe sua opinião