O governo de Israel foi avisado neste domingo (20) que o Brasil estaria rejeitando a nomeação do embaixador Dani Dayan para ocupar o cargo na embaixada israelense aqui no Brasil.

dilma-israel-gazaSegundo afirmações do governo brasileiro, o motivo da rejeição seria o fato do embaixador israelense ser um antigo dirigente colono em territórios que o governo brasileiro acredita pertencer aos palestinos. O embaixador vive em um assentamento ocupado por Israel e seu nome não seria bem visto pelos petistas que afirmam que a comunidade internacional também não o vê com bons olhos.

O primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu aprovou a nomeação de Dayan no dia 6 de setembro e agora com a rejeição dele por parte do governo brasileiro, Netanyahu fica em uma situação delicada, pois caso ele resolva nomear outro diplomata, sofreria muitas criticas de grupos ligados ao seu governo.

A decisão do governo brasileiro em rejeitar o nome de Dani Dayan para o posto aqui no Brasil, foi devido a uma forte pressão dos movimentos de esquerda que acusam-no de violar o direito internacional das comunidades palestinas.

Dani Dayan é nascido na Argentina e se mudou para Israel aos 15 anos de idade, hoje com 59 anos ele é formado em economia e empresário no ramo de tecnologia. Entre os anos de 2007 e 2013, Dayan liderou o Conselho do Yesha que cuida dos assentamentos judaicos na Cisjordânia.

Israel considera o Brasil um país estratégico no ramo de negócios aqui na America Latina, mas atitudes do governo de esquerda, vem enfraquecendo cada vez mais essa relação.

Parece que a presidenta Dilma resolveu declarar guerra diplomática a Israel de fato e isso será muito ruim para nosso país, pois sabemos que as bênçãos vem de Abraão, e o Brasil tem ficado cada vez mais distante dessas bênçãos devido a atitudes de governo petista. Oremos pelo Brasil, oremos por Israel.

 

André Santos

Portal Padom

Deixe sua opinião