Noticias Gospel – Um pastor dos Estados Unidos disse que as pessoas do Nepal não deveriam reconstruir seus ‘santuários pagãos’ que foram destruídos. Mostrando sua solidariedade com as vítimas do terremoto, sugeriu que as pessoas do reino do Himalaia deveriam se converter ao cristianismo.
Tony Miano é abertamente conservador, que foi anteriormente acusado de homofobia, desencadeou respostas irritadas quando ele postou uma série de mensagens nas redes sociais, expressando solidariedade para com as populações atingidas pela devastação no Nepal, mas sugerindo Deus estava com raiva.

“Orando não por um único templo pagão destruído. As pessoas deveriam arrepender-se e receber a Cristo“, escreveu em seu perfil no Twitter.

noticias-gospel-terremoto-nepal-pastorO Nepal tem cerca de 30430,267 habitantes, cerca de 85% da população professa a fé hindu. Existe uma população significativa de budistas, seguido por várias outras comunidades minoritárias, incluindo muçulmanos e cristãos.

A tensão aumenta após fraco apoio
Mais de 200 nepaleses protestaram em frente ao Parlamento na capital Kathmandu, exigindo que o governo aumente o número de ônibus que vão para as montanhas interiores e que melhore a distribuição da ajuda.

“Eu não tenho sido capaz de entrar em contato com membros da minha família na aldeia”, disse Kayant Panday, um dos manifestantes, que disse que ele acordava às 4 da manhã para embarcar em um ônibus e ir para uma área muito afetada, mas não foi capaz de obter uma única informação. “Não há nenhuma maneira que você pode obter informações sobre a minha família se eles estão vivos ou mortos.”

O governo ainda tem de avaliar plenamente a devastação causada pelo terremoto de 7,8, que aconteceu no último final de semana, no entanto não tem conseguido chegar a muitas áreas montanhosas apesar dos suprimentos de ajuda vindas de todo o mundo.

Leia também!  Anticristo gera protesto

A raiva e a frustração estão aumentando, com muitos nepaleses que estão dormindo fora em tendas improvisadas, depois do pior terremoto do país em mais de 80 anos.

“Isso é um desastre em uma escala sem precedentes. Houve algumas deficiências na gestão de operação de socorro”, disse ontem à noite o Ministro da Comunicação do Nepal, Minendra Rijal disse terça-feira à noite.

Portal Padom

Deixe sua opinião