JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Sita Thapa Shrestha
Sita Thapa Shrestha

Kathmandu, 16 jun (RV) – Das ruínas e das lágrimas nasce o perdão de um homem, que, ferido após o atentado ocorrido na catedral de Kathmandu, no Nepal, no dia 23 de maio último, perdoou a autora da explosão, na qual perderam a vida a filha e a esposa. Balan Joseph Palamoottil, esse o nome do leigo católico de origem indiana, que perdoou Sita Thapa Shrestha, encontrando-a na prisão onde está detida, não muito distante do lugar do massacre. O homem teve a força e a fé para perdoar – refere a agência Fides numa entrevista feita com Balan.“Quando eu vi Sita, me veio em mente a história de São Paulo, que perseguia os cristãos, e eu pensei que Sita pudesse fazer a mesma experiência de conversão. Então eu lhe anunciei a mensagem de amor e de perdão de Jesus Cristo”, disse Balan, indiano originário de Kerala. Balan deu o seu o testemunho público durante uma celebração realizada recentemente na mesma Igreja da Assunção, diante de numerosos fiéis que rezaram pelas vítimas e pela paz no Nepal.

O homem contou a sua história também aos fiéis Cristãos de outras confissões, anunciando a sua decisão de permanecer no Nepal, país, onde chegou como emigrante 20 anos atrás, trabalhando pela paz e pela reconciliação. Balan disse que continuará a dedicar a vida aos seus outros dois filhos, levando à sua família e a todos aqueles que ele encontrará no seu caminho o seu testemunho de vida cristã. (SP)

RádioVaticano/padom.com

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗