Mulher acusada de adultério apanha da polícia religiosa da Indonésia

0
183

Na Indonésia, Irdayanti Mukhtar (foto), 34, recebeu na sexta-feira (8) nove chibatadas da Polícia da Lei Islâmica (Sharia) sob a acusação de adultério, mesmo ela estando em processo de divórcio. Com 230 milhões de habitantes, a Indonésia é o país com o maior número de muçulmanos no mundo.

Defronte à mesquita de Al Munawwarah, da cidade de Jantho, Irdayanti foi açoitada diante de 200 pessoas, que puderam fotografar e filmar. Ela desmaiou e teve de ser levada a um hospital.

A mulher tinha sido denunciada por vizinhos, que a levou arrastada para uma delegacia porque, segundo eles, havia um homem no quarto dela. Testemunhas afirmaram que Irdayanti por pouco não foi linchada. A Polícia Sharia prometeu investigar.

Pela lei islâmica, a adúltera tem de ser castigada em público por 9 chibatas, no máximo, ou por 3, no mínimo. Irdayanti foi submetida a um Tribunal da Sharia, que a considerou culpada pela “proximidade” com outro homem.

A mesma lei não se aplica aos homens.

Mail Online / Paulopes Weblog / Portal Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui