O pastor Samuel Lamb, considerado como um herói da fé na China morreu aos 88 anos de idade, segundo informou o ministério Portas Abertas. Seu falecimento ocorreu no último dia 3 de agosto.

A morte de Samuel Lamb, deixa um vazio na igreja chinesa… juntamente com outros heróis da fé, como Wang Mindao e Allen Yaun, ele simbolizava a coragem da fé com uma igreja que tem crescido a um ritmo sem precedentes na historia mundial“, expressou o ministério Portas Abertas.

Este pregador experimentou a opressão comunista e passou mais de 20 anos na prisão. No entanto, também experimentou a presença de Deus com o surpreendente crescimento da Igreja na China, que atualmente esta estimada em 80 milhões de crentes.

Lamb se tornou um herói da fé crista para milhões de pessoas dentro e fora da China. Ele resumia a historia de sua vida sob o principio de ‘maior perseguição, maior o crescimento’.

Lin-Xingiao-pastor-herói-da-fé-china-morreLin Xingiao, como é seu nome em chinês, nasceu em uma área montanhosa na região de Macao, seu pai foi pastor de uma pequena igreja Batista e foi criado no cristianismo.

Lamb foi preso durante uma das primeiras grandes ondas de perseguição na China e ficou preso desde 1955 até 1957. As autoridades chinesas o condenaram pela segunda vez em 1958. Ele passou 20 anos em campos de trabalho, onde a maioria trabalhava nas minas de carvão. Apesar das severas punições, Lamb continuou ensinando a mensagem da salvação.

A principal razão pela qual Lamb foi estigmatizado pelo governo, se deve à sua recusa de fundir sua igreja subterrânea, considerada ilegal, com o Movimento dos Três Pontos de Autonomia, a Igreja protestante dirigida pelo Estado, usado pelo governo para proibir os líderes cristãos de pregar sobre a segunda vinda de Cristo e dar ensino aos filhos menores de 18 anos.

Em 1979, Lamb reiniciava sua igreja em casa a qual teve um rápido crescimento, hoje conta com mais de 4 mil membros que a cada semana cultuam com quatro cultos.

Portal Padom

Deixe sua opinião