O apologista cristão de renome mundial Ravi Zacharias, 74 anos, faleceu em sua casa em Atlanta no dia 19 de maio de uma forma rara de câncer na coluna.

Zacharias anunciou no início deste ano que sofria de fortes dores na coluna e passaria por uma cirurgia. Um tumor maligno do sacro chamado sarcoma foi descoberto em março. 

Ele lutou contra a doença com a ajuda dos melhores médicos, mas sua filha anunciou há menos de duas semanas que não havia mais tratamentos médicos disponíveis.

O apologista fundou seu ministério internacional de apologética, RZIM, em 1984, e tem sido amplamente procurado por décadas por suas respostas eloquentes às maiores perguntas da vida. 

“[Ravi] viu as objeções e perguntas de outras pessoas não como algo a ser rejeitado, mas como um grito de coração que precisava ser respondido“, disse Michael Ramsden, presidente da RZIM. “As pessoas não eram problemas lógicos que esperavam ser resolvidos; eram pessoas que precisavam da pessoa de Cristo. Aqueles que o conheciam bem se lembrarão dele primeiro por sua bondade, gentileza e generosidade de espírito. O amor e a bondade a que ele chegara conhecer em e através de Jesus Cristo era o mesmo amor que ele queria compartilhar com todos o que encontrava “.

Zacarias foi um autor prolífico, debatedor e acadêmico ao longo de sua vida, alcançando céticos com o evangelho de Jesus Cristo. 

Era sobre o seu Salvador, Jesus Cristo, que meu pai sempre quis falar mais“, disse Sarah Davis, CEO da RZIM. “Mesmo em seus dias finais, até que lhe faltava energia e fôlego para falar, ele dirigia todas as conversas a Jesus e ao que o Senhor havia feito. Ele se perpetuamente se maravilhou por Deus ter tomado um cético de 17 anos, derrotado na desesperança e na incredulidade e o chamou para uma vida de gloriosa esperança e crença na verdade das Escrituras – uma mensagem que ele levaria ao redor do mundo por 48 anos “.

Zacharias deixa sua esposa Margie com quem é casado a  48 anos; filhas, Sarah e Naomi; filho Nathan; e cinco netos.

Deixe sua opinião