Um grupo de sete Missionários formandos do Evangelho na Ásia tem falado dos “privilégios” que sentiram no sofrimento de Cristo depois de serem atacados em seu campus da faculdade Biblica em Mumbai, na Índia, no início do mês.Sete estudantes foram gravemente feridos no ataque por supostos extremistas anti-cristãos no dia 9 de maio.
Eles estavam preparando a refeição da noite, quando os invasores armados com paus, barras de ferro e tubos de luz fluorescente invadiram o campus, espancando-os e vandalizando o edifício.
Os alunos tentaram falar com os assaltantes e descobrir por que eles estavam atacando eles, mas não obtiveram resposta.
Hemanti Kashyap foi ferido quando os atacantes baterão em seu estômago com uma barra de ferro. Ele disse que o incidente havia lhe dado a oportunidade de viver as lições difíceis que tinha aprendido na faculdade Bíblica.
“Com esta situação, eu aprendi o que a Bíblia quer dizer quando diz:” Bem-aventurados os que sofrem por Cristo “, disse ele. “Esta oposição foi o teste da minha fé para marchar para a frente e para compartilhar o Evangelho. Bateram em meu estômago com uma barra de ferro e eu estava ferido, mas eu sou grato ao Senhor Jesus que me manteve seguro para ser uma testemunha para Ele “.
Sunil Pattanayap recorda o momento em que o ataque começou: “Por um momento fiquei chocado sobre por que isso estava acontecendo comigo. Então eu entendi que tinha chegado o momento de me glorificar Seu nome “, disse ele.
“Tive o privilégio de sofrer por Cristo e estou feliz porque hoje posso testemunhar que Deus me protegeu e me trouxe da morte para proclamar a Sua Palavra e me apresentar como um testemunho vivo de Cristo com uma fé forte.
Três dos estudantes feridos ainda estão se recuperando no hospital. Beedram Sena teve que se submeter a cirurgia em sua perna quebrada, enquanto Sudershan Yadavan passou por uma cirurgia para reparar seu joelho quebrado. Sunil Reedy precisava de cirurgia dental extensivo para substituir dentes que foram eliminados pelos atacantes.
Brijeshware Nayan, que foram ferido nas costas, mas não necessitaram de internação hospitalar, disseram que o ataque lhes ajudaram a ver o valor espiritual de sofrimento.
Ele disse: “Eu vim para servir ao Senhor. Se ficarmos com medo dessa oposição, então como podemos aprender a crescer em nossa fé? ”
Os agressores quebraram janelas e móveis em edifícios do campus, e também destruiu materiais de ensino.
Evangelho para a Ásia Vice-Presidente Daniel Punnose também tomou uma atitude positiva em relação ao incidente.
“Enquanto perseguição não é incomum e muitos do nosso povo sofre muito, o Senhor tem sido tão fiel a provar a si mesmo, permitindo que nossos irmãos e irmãs para mostrar amor aos que mais precisam dele “, ele disse.
“Este tipo de perseguição só prova que as pessoas precisam experimentar o amor de Jesus. Só então é que eles acharam que a vida tem um significado e um propósito de transformar o ódio em amor. “

Do Padom: “E nós sera que sentiriamos o mesmo prazer que esse missionários sentiram nese momento de adversidade? Será que iriamos glorificar mais a Deus? Ou iriamos blasfemar?”

Tradução: Portal Padom

Christian Post / Padom

Deixe sua opinião