Minas terrestres serão removidas do local que Jesus foi batizado

0
150

Um dos lugares cristãos mais sagrados do mundo será aberto ao público, trata-se do local aonde Jesus Cristo foi batizado.

A terra em torno do Rio Jordão, onde foi realizado o batismo de Jesus, Qasr al-Yehud, está rodeado por sete igrejas e mais de 3 mil minas terrestres.  Este local foi considerado como uma zona militar e está restringida desde 1967, quando a Guerra dos Seis Dias entre Israel e Palestina terminou.

Agora a maior organização humanitária de remoção de minas terrestres do mundo irá elimina-las. HALO Trust diz que recebeu a permissão de Israel, Palestina e das sete igrejas cristãs do local, para iniciar este processo.,

Se nós não fazermos isso, estas minas estarão aqui para sempre“, diz James Cowan, CEO da Fundação HALO. “Podemos fazer a diferença. Podemos fazer com que desapareçam“.

Com a remoção, espera-se receber visitantes e peregrinos neste local no ano de 2018.

HALO Trust, tem removido minas na Cisjordânia durante dois anos“, disse Cowan na segunda-feira em um comunicado, “durante o qual nós construímos pontes entre as divisões religiosas, culturais e políticas. Eu acredito que a limpeza deste local icônica de minas terrestres beneficiará a humanidade durante os séculos que virão“.

O Arcebispo de Canterbury, Justin Welby, disse: ‘É muito triste ver que um local tão tradicional como o do Batismo de Cristo esteja tão destroçado pela guerra. Ao trazer segurança para esta terra, a HALO Trust está criando um símbolo de confiança em uma região que enfrenta profundas divisões. O centro do Evangelho de Cristo é uma mensagem de reconciliação, por isso é uma inspiração de ver o trabalho da HALO ajudar as comunidades a enfrentar estas divisões. Todos querem ver esta terra voltar a ser usada pelas igrejas locais como um local pacífico para orações e veneração: HALO está eliminando esta divisão para tornar esta visão uma realidade’.

‘Neste momento quando muitos locais religiosos estão sendo destruídos no Oriente Médio, a presença dessas igrejas por meio do trabalho da HALO Trust é um símbolo potente de esperança. A Igreja Ortodoxa Síria apoia o trabalho de desativação das minas terrestres da HALO permitindo que possamos rezar missas e orar com segurança.’

HALO, disse a imprensa que as remoções de minas no local consistem de doações privadas para pagar o projeto, já que é por razoes religiosas e culturais. O custo estimado será de 4 milhões de dólares.  -cbn

Portal Padom

Deixe sua opinião