Militares americanos praticam meditação budista para evitar suicídios

militares iogaEm um esforço para aliviar o stress físico e mental, para prevenir suicídios entre os militares, o Pentágono começou a dar aulas de meditação budista para seus soldados.

Oitenta soldados da base naval de Camp Pendleton, em San Diego, já começaram o curso, com duração de oito semanas.

O projeto tem como objetivo ensinar os militares a prática da ‘atenção plena’. O programa inclui exercícios de ioga e lentidão da respiração, o que ajudaria os soldados a concentrar-se em um momento presente, em vez de pensar sobre as questões do passado ou futuro.

Assim, reduziria a tendência de depressão e, como conseqüência baixar o nível de suicídios entre os militares americanos, que experimentou um aumento alarmante no ano passado.

Segundo as estatísticas do Pentágono, o número de soldados que cometeram suicídio em 2012 superou o número de soldados mortos nos combates no Afeganistão no mesmo ano.

Assim, um total de 349 soldados norte-americanos cometeu suicídio no ano passado, enquanto o número de soldados mortos em operações no Afeganistão foi 295.

Portal Padom

Deixe sua opinião