O tabloíde inglês “DAILY MAIL” publicou neste domingo, 9 de agosto, os relatos das últimas horas de vida de Michael Jackson. De acordo com a reportagem 12 horas antes de morrer, o cantor estava paranóico e muito agitado. As informações foram divulgadas por Ian Halperin, autor da biografia ”Unmasked: The Final Years Of Michael Jackson”.
Segundo o escritor Michael pediu para conversar com o pai, mas não teria sido atendido. Confuso o pop star cancelou compromissos, pediu remédios para dormir e permaneceu isolado em seu quarto.Às 13:51, poucos minutos antes de morrer, Jackson estava sentado em sua cama chorando e lendo a Bíblia. Depois disso pediu para chamar o médico particular, Dr. Murray, para que ele aplicasse mais uma dose de medicamentos para que dormisse.
Michael foi para o quarto do médico onde veio a falecer minutos mais tarde. Segundo o jornal inglês, as últimas palavras de Michael ouvidas por um assessor foram: “Não se preocupe comigo. Eu vou dormir”.
Fonte: Lagoinha / Gospel+/ padom.com.br

Deixe sua opinião