A 19ª edição da Marcha para Jesus promete reunir milhões de pessoas nas ruas de São Paulo no dia 23 de junho. Considerado o maior evento cristão e popular do mundo, neste ano o tema será “A Marcha da Fé”.

A marcha sairá do Metrô Tiradentes, às 10h, e seguirá em direção à Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, próximo ao Campo de Marte, na Zona Norte de São Paulo, onde acontecem os shows.

No local, será montada uma megaestrutura para a apresentação de 35 bandas e grupos de música gospel, como Renascer Praise, Cassiane, André Valadão, Thalles Roberto, Soraya Moraes, Fernanda Brum, Marcelo Aguiar, Irmão Lázaro, entre outros. Os shows devem prosseguir até às 21h30.

Presidida por Estevam Hernandes, da Renascer em Cristo, a Marcha Para Jesus é um evento pacífico que reúne todas as igrejas cristãs e é aberta a toda a população. “A verdade da Marcha é que ela representa a união, a comunhão de todos aqueles que acreditam em Jesus Cristo como filho de Deus e nosso desejo de expressar essa fé”, afirma Estevam Hernandes.

Todos os anos, pessoas de todas as idades e lugares do Brasil, e até de outros países, participam do evento em São Paulo. Nesta edição, cerca de 200 caravanas e dezenas de trios elétricos de várias denominações evangélicas estão inscritos.

Evento oficial
A Marcha para Jesus faz parte do calendário oficial do País desde setembro de 2009, quando a Lei Federal 12.025 foi sancionada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em São Paulo, o evento conta com o apoio da prefeitura de São Paulo, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), SPTrans, São Paulo Turismo e Policia Militar.

A organização também disponibiliza um ambulatório com mais de 200 profissionais da área da saúde, divididos entre médicos e enfermeiros, que ficarão de plantão durante todo o evento.

Além disso, haverá um local exclusivo para pessoas com deficiências físicas e auditivas.

Breve história da Marcha para Jesus
A primeira Marcha para Jesus aconteceu em 1987, em Londres (Inglaterra), e foi organizada pelo pastor Roger Foster, além dos compositores Graham Kendrick, Gerald Coates e Lynn Green. O propósito inicial era tirar a igreja cristã de dentro de “quatro paredes” e mostrar que estava viva e presente na sociedade.

Em 1989, mais de 45 cidades marcharam em todo o Reino Unido e também em Belfast (capital da Irlanda), onde seis mil católicos e protestantes se reuniram em um sinal visível da força do nome de Jesus Cristo. Naquele dia, 200 mil cristãos estiveram unidos em toda a nação, fato que voltou a se repetir em 1990 e 1991.

Em 1992, a Marcha para Jesus tornou-se um evento mundial de louvor e adoração a Deus, chegando à América Latina, Ásia e África. No ano de 1993, chegou ao Brasil, quando aconteceu a primeira edição do evento em São Paulo. Naquele ano, a Marcha saiu da Avenida Paulista, desceu a Avenida Brigadeiro Luís Antônio e chegou ao Anhangabaú para a concentração.

Seis anos depois, cerca de 10 milhões de pessoas de mais de 170 países marcharam para celebrar o nome de Jesus Cristo. Cidadãos de diversas religiões, idade e raças saíram às ruas em países como Argentina, Canadá, Colômbia, Cuba, EUA, Finlândia, França, Itália, Japão, Moçambique, Rússia, entre outros.

Mais informações no site: www.marchaparajesus.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa / Marcha para Jesus

Deixe sua opinião