Líder religioso pede a morte de todos os judeus

3
186

Durante o evento de comemoração do 47 º aniversário da fundação do movimento Fatah, no dia 09 de janeiro, o líder religioso da Autoridade Nacional da Palestina (ANP), exorta a matar todos os judeus.

Mufti Muhammad Hussein disse que “A hora (da Ressurreição) não virá ate que não lute contra os judeus, o judeu se esconderá atrás de pedras ou arvores, e então as arvores  ou pedras chamaram: ‘Oh, muçulmanos, servos de Alá, há um judeu atrás de mim, venha matá-lo’, disse ele no evento que foi transmitido pela PA TV e traduzido por Palestinian Media Watch (PMW).

O líder muçulmano citou uma Hadith, que são um corpo de leis, lendas e histórias sobre a vida de Maomé, onde são narrados eventos ocorridos nos tempos de Maomé e interpretas  por ele mesmo, onde é exaltada diretamente o assassinato de judeus.

Os judeus começaram a plantar arvores de Gharqad em suas cidades e aldeias, para se esconder quando os muçulmanos for atacá-los para matá-los. Esse tipo de arvore é a única que não “sussurrara” aos muçulmanos onde os judeus estão, disse Muhammad Hussein.

Uma pesquisa financiada pelo Projeto de Israel no ano passado constatou que 73% dos palestinos acreditam em Hadith.

Uma as crenças islâmicas, é que os judeus são os descendentes de macacos e dos porcos, “Nossa guerra com os descendentes de macacos e porcos, ou seja, os judeus é uma guerra de religião e fé”, ressaltou Muhammad Hussein. Essa não é a primeira vez que Muhammad pede o extermínio dos judeus, em 2010 na mesquita de Al-Aqsa em 2010 ele disse que os judeus são “inimigos de Alá” e pediu a morte de todos os judeus.

O responsável pela sua nomeação como autoridade religiosa oficial de Autoridade Nacional da Palestina, é o próprio presidente , Mahmud Abbas.


Portal Padom

Com informações Noticias Crisitana e israelnationalnews.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui