Vestindo calça e camisa social e pedalando uma bicicleta, José Cícero Santana Rodrigues, de 27 anos, seguiu na tarde de ontem pela rodovia Mário Covas. Ao avistar um rapaz, José sacou uma arma e praticou um assalto que surpreendeu a própria vítima. José fugiu do local, mas acabou preso por policiais do Batalhão da Polícia Penitenciária (BPOP) da Polícia Militar, que passaram pelo local e perseguiram o assaltante.“Ele parecia um evangélico vestido daquele jeito, com calça e camisa social. Até duvidei quando ele disse que era um assalto”, relatou a vítima em entrevista ao DIÁRIO. O homem, que por razões de segurança preferiu não se identificar, contou que por volta das 17h estava em uma parada de ônibus, nas proximidades do prédio do Serviço Social da Indústria (Sesi), quando viu um homem bem vestido se aproximar de bicicleta. Em seguida, o assaltante sacou uma arma e disse que era um assalto. Depois repetiu que se tratava de um roubo, diante da incredulidade da vítima.
José Cícero roubou uma máquina fotográfica digital, uma mochila, o telefone celular e dinheiro da vítima e em seguida fugiu. Por sorte, a viatura 1568 do BPOP, comandada pelo tenente Machado, passou em seguida pelo local e a vítima solicitou ajuda. Os policiais seguiram em direção para onde o assaltante fugiu.
Após algum tempo de buscas, os policiais localizaram o assaltante em uma rua do residencial Jardim Brasil e o detiveram. José Cícero estava com todos os pertences roubados da vítima e um revólver calibre 22, usado no assalto.
O acusado recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a Seccional da Cidade Nova. José foi autuado pelo crime de roubo qualificado. A pena para este crime é de 4 a 10 anos de reclusão e multa.
(Diário do Pará) padom

Deixe sua opinião