No ano de 2012, quando o casamento gay não era permitido na Pensilvânia, o senhor Nino Esposito de 75 anos de idade, resolveu adotar o seu parceiro Roland Bosee Jr, de 65 anos, para realizar o desejo de terem “uma família”.

De acordo com DailyMail, desde então, eles passaram a morar juntos no decorrer dos anos eles tentaram várias vezes se casar, mais estavam legalmente impedidos, pois a adoção não podia ser desfeita.

No entanto, recentemente a Suprema Corte dos Estados Unidos, aprovou o casamento dos dois, permitindo que a adoção fosse dissolvida e Nino, hoje com 79 anos e Roland com 69, poderão casar-se.

Nessa quarta-feira (21) três juízes do Tribunal Superior concluíram que “nas circunstâncias apresentadas pelo caso, a lei da Pensilvânia permite que a adoção de um adulto seja revogada ou anulada”.

Os dois, que estão juntos há 46 anos, divulgaram que “estavam aliviados” e chamaram a decisão de “um maravilhoso presente de Natal”.

Deixe sua opinião