Jovem estuprada desiste de aborto

0
86

pedofilianaoA família da adolescente de 12 anos, grávida de seis meses, em Treze Tílias, no Meio-Oeste, mudou de opinião sobre interrupção da gravidez decorrente de estupro. Segundo a polícia, mãe e filha disseram que a criança deve nascer. O padrasto de 33 anos é o suspeito de ter estuprado e engravidado a jovem.
Ontem, a adolescente passou por exames, determinados pela Justiça. O delegado Maurício Pretto afirmou que a decisão da jovem e da mãe foi confirmada pelo Conselho Tutelar. O médico que realizou os exames foi intimado a depor. O delegado quer averiguar se a gravidez não oferece riscos à integridade física.
Para o obstetra Diego Maestri, a gravidez é de altíssimo risco, em razão da pouca idade da gestante.
– Afirmar que uma adolescente de 12 anos tenha condições de gerar é relativo, isto depende de cada caso, corpo e maturação. Mas com certeza é de alto risco. Mas só isso não justifica o aborto – avaliou.
O obstetra e ginecologista Gabriel Cherubin acredita que a adolescente tenha condições para gerar, e citou o caso de uma menina colombiana que teve um filho aos oito anos:
– Os riscos são altos. Apesar disso, se a gestante de 12 anos tiver acompanhamento médico, tem condições para ter o filho, se ela quiser.

Diário Catarinense/www.padom.com

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui