Hávila Rodrigues MairinkA estudante Hávila Rodrigues Mairink, atingida por uma bala perdida no dia 13, em Vila Velha, foi transferida nesta terça-feira para um quarto do Hospital Santa Mônica. De acordo com Jadir Mairink, pai de estudante, a recuperação de Hávila é lenta e ainda não há previsão da sua volta para casa. A estudante vai passar esta semana inteira em observação no hospital. Sua recuperação evolui bem.A estudante Hávila falou com nossa produção, com dificuldades, mas com uma boa voz, e disse estar com saudades de casa e, principalmente, com saudade da comida da avó.

O tiro que feriu a adolescente foi um dos disparos feitos contra Carlos Alexandre Jesus Lopes, 20 anos, assassinado com 20 perfurações pelo corpo. O crime aconteceu na Rua Angelina Leal, onde, segundo a polícia, dois homens, em uma moto amarela, e outros quatro em um Fox branco, encontraram Carlos Alexandre na saída do Beco do Osvaldo. Ao ver o rapaz, eles efetuaram vários tiros. Carlos Alexandre ainda conseguiu correr por cerca de 150 metros. Mesmo ferido e caído próximo ao meio-fio, os assassinos continuaram disparando contra o rapaz. Os criminosos usaram três armas: uma pistola 380, um revólver 32 e uma pistola ponto 40.

A estudante Hávila Rodrigues Mairink estava na casa de uma amiga, grávida de quatro meses. Elas seguiriam para uma igreja, onde fariam uma apresentação de dança. As jovens estavam no quintal e se preparavam para entrar no carro.

O portão ainda estava fechado. Um dos disparos da pistola ponto 40 atravessou a madeira do portão por uma pequena fresta e atingiu a nuca da estudante. Ela foi socorrida pelo marido da amiga e levada para o Hospital Santa Mônica, em Vila Velha.

Leia também!  Ladrão fica com 'consciência pesada' após participar de culto e se entrega a polícia

OUÇA A ENTREVISTA COM HÁVILA RODRIGUES

GazetaOnline/padom.com

Deixe sua opinião