Jornalista diz na TV, que Marco Feliciano esta ‘doente da cabeça e da alma’

bob fernandesO comentarista da TV Gazeta, Bob Fernandes, recentemente comentou sobre as declarações do pastor e deputado Federal Marco Feliciano, afirmando que o presidente da Comissão de Direitos Humanos, está ‘doente da cabeça e da alma’.

Para Bob, as frases ditas por Feliciano, podem “‘soar espertinha, engraçadinha’, mas o conjunto da obra revela seu caráter”, e que suas declarações sobre o sucesso de Caetano Veloso são uma agressão e desprezo ao candomblé.

“O pastor mente e calunia ao dizer que Caetano submetia músicas à aprovação de Menininha do “Patuá”. O erro no nome, Gantois, é proposital. O erro é proposital. Profundamente ignorante, desrespeitoso, situa a Ialorixá num tempo em que ela já estava morta há 12 anos.”, diz Bob.

Bob, também questionou as frases de Feliciano em que ele afirma que Deus matou John Lennon, “Eu queria estar lá no dia que descobriram o corpo dele. Ia tirar o pano de cima e dizer ‘me perdoe, John, mas esse primeiro tiro é em nome do Pai, esse é em nome do Filho, e esse, em nome do Espírito Santo'”.

“Qual Deus, qual religião prega assassinato como faz esse suposto pastor? A não ser quem tenha sérios desvios, que religião debocharia da morte de cinco jovens, como fez Feliciano com o grupo Mamonas Assassinas?”, escreveu Bob.

Leia abaixo o texto completo de Bob Fernandes, publicado no Terra Magazine e assista o vídeo da TV Gazeta.

Feliciano está doente da cabeça e da alma

Recordemos a espantosa coleção de estultices do deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP). Para alguns uma frase dele pode soar espertinha, engraçadinha, mas o conjunto da obra revela seu caráter. Agora ele calunia, mente sobre Caetano Veloso, agride e despreza outra religião, o candomblé.
O pastor mente e calunia ao dizer que Caetano submetia músicas à aprovação de Menininha do “Patuá”. O erro no nome, Gantois, é proposital. O erro é proposital. Profundamente ignorante, desrespeitoso, situa a Ialorixá num tempo em que ela já estava morta há 12 anos.
Feliciano diz que Deus matou John Lennon: “Eu queria estar lá no dia que descobriram o corpo dele. Ia tirar o pano de cima e dizer ‘me perdoe, John, mas esse primeiro tiro é em nome do Pai, esse é em nome do Filho, e esse, em nome do Espírito Santo'”.
Qual Deus, qual religião prega assassinato como faz esse suposto pastor? A não ser quem tenha sérios desvios, que religião debocharia da morte de cinco jovens, como fez Feliciano com o grupo Mamonas Assassinas?
Disse ele sobre os integrantes da banda que morreram num acidente aéreo:
– Um anjo pos o dedo no manche e Deus fulminou aqueles que tentaram colocar palavras torpes na boca das nossas crianças.
O que pode existir de mais torpe do que essas palavras de Feliciano?
Talvez mais torpe seja entregar a própria mãe. Dizer, como ele disse,  que assistia à mãe “arrancar fetos de dentro das mulheres”. A mãe de Feliciano desmentiu, disse que não era bem assim, mas, verdade ou mentira, a frase revela o que é a cabeça do filho.
Há quem veja nisso só um jeito “ixpérto” de chamar a atenção. Esperteza à parte, só a escolha da frase já escancara a profundidade da doença na alma e na cabeça de Feliciano.
O deputado apregoa que descendentes de africanos são amaldiçoados, que sentimentos homoafetivos são “uma podridão”, e que direitos para as mulheres podem levar à “predominância homossexual”. Diz também que, antes dele, Satanás ocupava a Comissão de Direitos Humanos.
Com ares e fama de quem é “ixpérto”, mas parecido mesmo é com um grande beócio, Feliciano segue em frente. Mesmo acusado de estelionato, desfila nesses tempos de lassidão e mediocridade. Até que alguém, quem sabe um dos seus pares, dele se aproxime.
Alguém verdadeiramente religioso, próximo da divindade. Alguém que, com compaixão, chegue para Feliciano e diga a verdade:
– Amigo, você não é “ixpérto”. Você está é doente, tem uma doença na cabeça e na alma, procure ajuda, Feliciano, vá se tratar.

Pergunta: O comentarista é ou não é simpatizante da causa gay?

Portal Padom

Deixe sua opinião