Início Noticias Gospel Internacional ‘Isto é profético’: enquanto Israel e os Estados árabes assinam um tratado...

‘Isto é profético’: enquanto Israel e os Estados árabes assinam um tratado histórico, Trump prevê que mais se juntarão

O histórico acordo de paz, firmado entre Israel, Emirados Árabes Unidos em Bahrein, é um ato profético descrito com "Acordo de Abraão", sendo um milagre de paz.

87
Acordo profético
Acordo profético entre Israel e países árabes

O acordo foi selado na Casa Branca na última terça-feira, 15, os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein assinaram um tratado de paz inovador com Israel. O presidente Trump intermediou o acordo e prevê que mais países árabes entrarão em breve no “círculo da paz”.

O presidente Trump chama o acordo de “paz no Oriente Médio sem sangue na areia”. Esta também é uma vitória diplomática antes das eleições de novembro.

“Estamos aqui esta tarde para mudar o curso da história”, anunciou o presidente.

O histórico acordo de paz, apelidado de “Acordo de Abraão”, estabelece laços diplomáticos completos entre os principais aliados dos EUA.

Israel, os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein estabelecerão embaixadas, trocarão embaixadores e começarão a cooperar e trabalhar juntos fortemente”, disse o presidente Trump. “Este é o início de uma nova era de paz para Israel e para o mundo árabe em geral”, disse o vice-presidente Mike Pence.

Os Emirados Árabes Unidos se tornaram o primeiro estado do Golfo e a terceira nação árabe a concordar com relações diplomáticas com Israel. Bahrain também assinou na semana passada.

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu disse: “Este dia é um pivô da história, ele encabeça um novo amanhecer de paz. Por milhares de anos, o povo judeu orou pela paz, por décadas o estado judeu orou pela paz. ”

O ministro das Relações Exteriores do Bahrein, Abdullatif Bin Rashid Alzayani, disse: “Podemos ver diante de nós uma oportunidade de ouro de paz, segurança e prosperidade para nossa região”.

O acordo deve agregar segurança à região e é visto como um passo importante para a paz no Oriente Médio.

Joel C. Rosenberg, Editor-Chefe do All Israel News, disse: “Ser um israelense, ser judeu, ser um evangélico e estar lá assistindo o desenrolar, isso é profético, é histórico, é emocionante e é pessoal para mim. Tive dois filhos servindo no exército israelense e quero que eles tenham paz. “

Rosenberg acredita que este “Acordo de Abraão” tem conotações proféticas .

Ele disse recentemente ao CBN News: “O que vemos no livro de Ezequiel, capítulos 38 e 39, que é conhecido como a guerra futura escatológica entre Gog e Magog, é os estados árabes sendo muito calmos e quietos em relação a Israel. Israel [é] reconstruído, pacífico, próspero, calmo, seguro e então uma aliança russo-iraniana-turca se formando contra Israel. ”

MAIS Rússia e Turquia ficando aconchegantes? Por que isso pode apontar para a profecia bíblica de Gog e Magog sendo cumprida

Yael Eckstein, presidente da Associação Internacional de Cristãos e Judeus, considerou este acordo de paz um milagre. “Às vezes, na história, Deus abençoa seu povo com milagres, desde a abertura do Mar Vermelho até o restabelecimento do moderno estado de Israel. Hoje também é um milagre – um milagre de paz “, disse ela.

Tratado de paz histórico entre Israel e oriente médio
Tratado de paz histórico 

Sob o acordo, Israel concorda em interromper os planos de anexação de parte da Cisjordânia – terra procurada pelos palestinos para um futuro estado.

Mas nem todo mundo está comemorando. Durante a cerimônia no gramado sul, terroristas de Gaza lançaram foguetes contra o sul de Israel.

Os militares israelenses afirmam que duas pessoas ficaram feridas por esses foguetes. Os palestinos condenam o acordo e chamam de punhalada nas costas.

O Embaixador dos Estados Unidos em Israel, David Friedman, disse: “Queremos que os palestinos venham à mesa, mas não podemos querer a paz mais do que eles e, portanto, até agora eles reagiram mal à nossa proposta, reagiram mal aos nossos acordos de paz com os Emirados Árabes Unidos E Bahrein, é um grande erro da liderança. “

O presidente Trump diz que pelo menos cinco outros países do Oriente Médio estão “cansados ??de lutar” e prontos para entrar no círculo da paz. Se a Arábia Saudita seguir o exemplo, isso terá implicações importantes para o Líbano, a Síria e o Irã.

Deixe sua opinião