israel em guerraO renomado acadêmico e especialista em Relações Internacionais Noam Chomsky criticou as acusações do Ocidente contra o programa e energia nuclear do Irã e seu apoio ao regime de Israel, qualificando o estado judeu como uma “grave ameaça à paz mundial”.

“A ameaça iraniana é predominantemente uma obsessão do Ocidente, compartilhada por ditadores árabes, mas não para a população árabe”, segundo informou Chomsky em um artigo de analise publicado pelo site de noticias ‘AlterNet’.

O também filosofo é uma das figuras mais proeminentes da linguística do século XXX, disse que os americanos estão imersos em uma terrível ‘escuridão’ sobre as possíveis consequências de um Oriente Médio dotado com armas nucleares e ainda mais sobre o papel do Governo dos EUA neste cenário, tendo em conta o regime israelense como “única potencia nuclear” na região.

Neste sentido, o analista também destacou várias pesquisas que confirmam que os cidadãos de países árabes qualificam Tel Aviv e Washington em uma ameaça grave, enquanto uma maioria considerável vê as capacidades nucleares persas como “contrapeso a estas ameaças.”

Chomsky também lembrou do forte apoio do Movimento dos Países Não alinhados (NAM) ao direito do Irã enriquecer urânio em sua reunião mais recente, realizada em agosto passado na capital persa, Teerã.

Anteriormente, o professor Emérito, do Departamento de Linguística e Filosofia do Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT, na sigla em Inglês) tinha assegurado que os EUA e Israel “são a verdadeira ameaça para o Oriente Médio”.

Estados Unidos e Israel, juntamente com seus aliados, acusam Teerã de desenvolver energia nuclear para fins militares. O Irã, por sua vez, nega tal acusação e tem manifestado em várias ocasiões que, como membro da Agencia Internacional de Energia Atômica (AIEA) e signatário do Tratado de Não Proliferação (TNP), tem o direito de desenvolver energia nuclear para fins pacíficos. – RT

Portal Padom

Deixe sua opinião