Os povos islâmicos devem unir-se para combater os ataques mortais de Israel à Faixa de Gaza, opinou o ministro de Defesa do Irã, Ahmad Vahidi, neste sábado.

“Acabar com os crimes do regime sionista de Israel só é possível através de uma vingança conjunta do mundo muçulmano“, Vahidi disse em declarações transmitidas pela agência de notícias oficial IRNA. Israel está “massacrando oprimido povo palestino, incluindo mulheres e crianças” e os seus ataques são “claros exemplos de crimes de guerra“, denunciou o ministro da Defesa.

Anteriormente, o ministro das Relações Exteriores iraniano, Ali Akbar Salehi pediu às Nações Unidas e a União Europeia para pressionar Israel a interromper sua ofensiva, dizendo que a segurança no Oriente Médio está em perigo. Ele também afirmou que a República Islâmica vai continuar a apoiando politicamente e espiritualmente o povo de Gaza e que está pronto para enviar ajuda humanitária para o enclave.

Israel lançou uma ofensiva aérea de grande escala em Gaza na quarta-feira, começando com um primeiro ataque que matou Ahmed Jabari,  comandante militar do movimento islâmico Hamas, que governa o território.

Médicos palestinos, disse no sábado que 41 moradores de Gaza morreram desde o início da campanha aérea, enquanto o Exército israelense diz que militantes palestinos dispararam mais de 580 foguetes através da fronteira com Israel, matando três israelenses e ferindo 13. – RT

Portal Padom

Deixe sua opinião