Irã expõe plano para destruir Israel em nove minutos

1
90

Um site ligado ao líder supremo do Irã, Ali Khamenei, emitiu um documento doutrinário enfatizando que a aniquilação de Israel e de todos os judeus “foi legal e moralmente justificado.”

O artigo destaca que a oportunidade de eliminar o “material corruptor” de Israel não deve ser desperdiçada, dizendo que Israel seria executado em apenas nove minutos.

Escrito por Alireza Forghani, analista e estrategista de Khamenei, o texto divide os distritos de maior concentração judia (cerca de 5.7 milhões de judeus, que compõe a população total de 7,5 milhões de habitantes de Israel), observando que 60% deles podem ser alcançados por mísseis Shahab 3, “que terminariam facilmente com eles”.

Da mesma forma, afirma que os mísseis Sejil, são extremamente difíceis de interceptar, poderia assumir a usina nuclear em Dimona e Nahal Sorek, assim como a fábrica de armas Rafael e as usinas de Eilun e Nebrin.

As bases da Força Aérea, aeroportos, centrais elétricas e as instalações de tratamento de água, esgoto e fontes de energia seriam objetos de ofensiva iraniana, informa o portal Daily Mail.

Finalmente, o documento recomenda o uso de mísseis Ghadar para destruir os assentamentos urbanos, até que “o Estado judeu seja varrido do mapa”.

O documento está sendo distribuído na maioria dos sites estaduais, o que indica que conta com o apoio do regime de Teerã.

Dias atrás, Khamenei disse que o Irã apoiará todos os países ou grupos terroristas, que atacam o “tumor canceroso”, que para eles é Israel.

Portal Padom

Com informações Diario Correo

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui