As evangélicas Benedita da Silva e a deputada estadual Beatriz Santos (IURD) foram impedidas pelo presidente da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), sr. Ivanir dos Santos, de subirem ao carro de som, conforme publicado no Jornal do Brasil, de 21 de setembro de 2009, abaixo transcrito. Esse mesmo senhor, Ivanir do Santos, foi à Organização das Nações Unidas, tempos atrás, dizer que um novo tipo de perseguição estava ocorrendo no Brasil – a religiosa, e acusou as igrejas neopentecostais de desencadearem isto. É bom que todos saibam que há no Brasil centenas de igrejas neopentecostais, a saber algumas delas: Igreja Sara Nossa Terra, Igreja do Evangelho Quadrangular, Igreja Renascer em Cristo, Igreja de Nova Vida, Igreja Internacional da Graça de Deus, Comunidades Evangélicas (inúmeras), Igreja Universal do Reino de Deus, Comunidade Cristã Paz e Vida e outras centenas, umas mais outras menos visíveis.
Será que o sr. Ivanir já assistiu a algum culto nessas denominações para afirmar tal aberração na ONU?
Será que uma perseguição será desencadeada contra os neopentecostais?
É mais uma prova que essa tal comissão, assim como seus eventos, visam, única e exclusivamente, proteger os adeptos de cultos oriundos da África. E o pior, com repaldo estatal.
Eles deveriam deixar cair logo as máscaras e mostarem logo seus objetivos.
Que tal mudar o nome para Comissão de Combate à Intolerância aos Cultos oriundos da África?
Acordem associações e líderes evangélicos !
Acordem parlamentares evangélicos !

HOLOFOTE NELES.

holofote.net – Padom

Deixe sua opinião