Imagem Ilustrativa

Uma organização chamada Created Equal, que expôs respostas violentas ao seu ativismo pró-vida, relançou um vídeo que vincula o aborto ao satanismo.

Os ativistas Criados da Igualdade, como o WND relatou, exibem os resultados gráficos da indústria de aborto fortemente subsidiada pelos contribuintes dos Estados Unidos.

O vídeo, “Aborto: Uma Doutrina dos Demônios”, afirma que o aborto está alinhado com os princípios dos adoradores de Satanás.

Vídeo em inglês, ative a legenda e tradução automática do Youtube caso não saiba o idioma

A organização explicou que a produção foi temporariamente interrompida por “tentativas das elites da mídia de Hollywood de proibi-la”.

“Hoje, a Created Equal Films relançou este pequeno documentário, expondo o vínculo problemático entre satanismo e aborto. O filme usa vários videoclipes de diferentes fontes, incluindo filmes e noticiários. Os advogados de um grande cineasta se opuseram ao uso de um clipe de um dos filmes que escrevem; não queremos ser publicamente associados às suas opiniões sobre o tema do seu filme – ou a quaisquer opiniões de ambos os lados deste assunto altamente controverso, pois isso pode ter um efeito negativo na reputação do nosso cliente.'”

A organização disse que “elites da mídia” “não querem que exponhamos a verdade sobre o aborto, porque é o assassinato intencional de pessoas inocentes”.

“Os americanos não querem pensar em aborto. E eles certamente não querem ser confrontados com os corpos mutilados que são a conseqüência direta e inegável das leis de aborto sob demanda de nossa nação”, afirmou a organização.

“Eles se encolhem quando os veem, porque a imagem pica sua consciência e os obriga a admitir a verdade feia sobre o aborto”.

A Created Equal argumentou que tinha autoridade de “uso justo” para incluir vários segmentos de vídeo.

O vídeo mostra muitos dos confrontos violentos lançados contra o pessoal da Created Equal por pessoas que passam por suas exibições.

As respostas incluem fúria, ódio, raiva, violência, ameaças e louvor a Satanás.

Uma pessoa desencadeada pela exibição pró-vida enfiou a mão no rosto de um ativista da Created Equal e disse: “Salve Satan, mano”.

Outro orgulhosamente declarado “Deus” a apoiou através do aborto.

Um vídeo anterior que incluía uma montagem de ataques físicos de apoiadores do aborto aos pacíficos pró-vida do grupo permanece disponível.

O grupo disse na época: “Para os ativistas do aborto promover o desmembramento de jovens humanos através do aborto é celebrar a violência. Assim, a violência é inerente à defesa do aborto. Portanto, não devemos nos surpreender quando aqueles que defendem a matança de bebês também agridem os que estão entre eles, os bebês são as vítimas”.

Harrington apontou: “Ativistas pró-aborto estão perdendo a discussão e, em vez de buscarem um debate civil, estão aumentando a violência contra defensores pacíficos do pré-nascimento. Nunca iremos ceder a atos de violência ou intimidação. Retornaremos o ódio com amor pelas mães e seus bebês”.

O WND informou que uma “feminista” da Universidade de Wisconsin, em Madison, foi multada por supostamente agredir ativistas da Created Equal e pintar com spray seus sinais.

Outro vídeo veio da Universidade da Carolina do Norte, no campus de Chapel Hill, onde uma mulher pegou uma placa das mãos dos membros da Created Equal e foi embora.

Para seu desespero, no entanto, a mulher deu de cara com um policial e foi presa por furto.

Apanhada em flagrante, ela disse ao oficial: “Eu ia devolver.”

Anteriormente, um aluno agrediu o estagiário da Created Equal, Austin Beigel:

Deixe sua opinião

WhatsApp
Entre e receba as notícias e artigos do dia