O ex-vice-presidente dos EUA Joe Biden, católico ao longo da vida, teve negada a comunhão em uma igreja da Carolina do Sul no domingo por causa de sua defesa a favor do aborto.

Biden teve sua comunhão recusada quando assistiu à missa na Igreja Católica de Santo Antônio, na Carolina do Sul, liderada pelo padre Robert E. Morey.

Morey explicou ao SC Now: “Infelizmente, no domingo passado, tive que recusar a Sagrada Comunhão para o ex-vice-presidente Joe Biden. A Sagrada Comunhão significa que somos um com Deus, um ao outro e à Igreja. Nossas ações devem refletir isso. Qualquer figura pública quem defende o aborto se coloca fora do ensino da Igreja.”

Biden se manifestou contra propostas de proibir o aborto na Carolina do Sul após cerca de seis semanas de gravidez, inclusive em casos de estupro ou incesto. Um tweet recente do candidato à presidência democrata declarou: “Sejamos claros, essa proibição é perigosa e viola diretamente o direito constitucional de uma mulher de escolher. Precisamos impedi-la. Como presidente, codificarei Roe na lei federal e assegurarei que essa escolha permaneça entre uma mulher e seu médico “.

No entanto, apesar das objeções de Biden, o subcomitê de Assuntos Médicos do Senado da Carolina do Sul aprovou o projeto em uma votação de 4-3.

Também é esperado que o projeto seja aprovado em toda a Comissão de Assuntos Médicos, mas é provável que enfrente um duro desafio quando se trata do Senado estadual.

Biden alterou sua posição sobre o aborto ao longo dos anos. Em 1974, ele disse que a decisão histórica da Suprema Corte em Roe v. Wade “foi longe demais”.

Mais recentemente, em 2006, ele disse que o aborto era uma “tragédia”. “Não vejo o aborto como uma escolha e um direito. Acho que é sempre uma tragédia”.

Apesar de suas declarações conservadoras sobre o aborto ao longo das décadas, ele também disse: “Não acho que tenho o direito de impor minha opinião – sobre algo que aceito como questão de fé – ao resto da sociedade”.

No entanto, em maio deste ano, Biden disse: “Estados em todo o país estão aprovando leis extremas que violam o direito constitucional de uma mulher de escolher. Essas contas são uma tentativa flagrante de derrubar Roe v. Wade. Está errado. É pernicioso. Devemos #PararAProibicao e garantir que essa opção permaneça entre uma mulher e o médico “.

No mês seguinte, em junho, Biden fez uma reviravolta em seu apoio à Emenda Hyde, que busca bloquear o financiamento federal para o aborto.

Apesar de recusar dar a comunhão a Biden, o padre Morey disse: “Manterei o senhor Biden em minhas orações”.

Deixe sua opinião