Apóstolo Valdemiro Santiago no momento de oraçãoRepresentantes da Igreja Mundial do Poder de Deus decidiram manter o evento religioso, no mega Templo em Guarulhos na Grande SP.

A Igreja Mundial do Poder Deus ignorou a liminar e decidiu pagar a multa de R$ 100 mil porque, segundo um porta-voz,

Multidão durante a vigilia

não daria tempo de avisar os milhares de fiéis que já estavam a caminho quando a Justiça suspendeu evento.

A liminar foi concebida pelo juiz Rafael Tocantins Maltez, no começo da noite de sexta-feira, o pedido para o cancelamento foi feito pelo vereador Geraldo Celestino Filho (PSDB) de Guarulhos, que entrou na justiça com uma ação popular, por conta do transtorno causado na estrada quando o templo foi inaugurado no dia 01 de janeiro de 2012, o comparecimento de 450.000 pessoas deixou a Via Dutra parada por seis horas, isolando aeroporto de Internacional de Cumbica.

O apostolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, criticou a decisão de Maltez dizendo: “Como pode alguém cancelar um evento algumas horas antes [do início], quando metade do povo já está no templo”.

Com a recusa da Igreja de cumprir a decisão judicial, a Policia Militar decidiu manter o plano para evitar que a situação se repetisse. De acordo com o Tenente Coronel Cesário Lange, desta vez 270 homens, entre PMs, Bombeiros e Policiais Rodoviários, foram chamados para acompanhar o evento.

“Estima autorização para 30 mil pessoas sentadas, mas deve chegar em torno de 50 mil pessoas, acredito eu, mais que isso não. Estou com uma estrutura montada na Helio Smidt para não para a Helio Smidt junto com Eco Pistas e a Policia Rodoviária estadual. E a Polícia Rodoviária Federal junto com a CCR também já estão com planejamento para Dutra não parar.”, diz Lange a rádio CBN.

A prefeitura de Guarulhos disponibilizou mil vagas de estacionamento para ônibus fretados e três mil para carros.

Portal Padom

Deixe sua opinião