Igreja luterana dos EUA passa a aceitar pastores homossexuais ‘casados’

WASHINGTON, EUA — A igreja protestante luterana dos Estados Unidos, que conta com 4,6 milhões de fiéis, aceitará que pastores homossexuais que mantêm um relacionamento estável exerçam o ministério, depois da aprovação de uma moção na convenção nacional luterana em Minneapolis (norte).A Evangelical Lutheran Church in America (ELCA), que reúne 10.000 congregações nos Estados Unidos, aprovou por 559 votos contra 451, depois de um debate acalorado na noite desta sexta-feira, o texto que autoriza pastores que “vivem uma relação homossexual duradoura e monogâmica” a exercer o sacerdócio na igreja.
Aprovamos esta mudança “para dar chance a pastores gays e lésbicas que vivem uma relação comprometida de exercer (o sacerdócio) na igreja”, declarou neste sábado à AFP John Brook, porta-voz da ECLA.
Os protestantes luteranos, que praticam a eucaristia, já aceitavam pastores homossexuais sob a condição de que fossem solteiros.
afp/padom

Deixe sua opinião