Os arcebispos de Canterbury e York pediram desculpas depois que a Igreja da Inglaterra (CofE) anunciou recentemente diretrizes bíblicas para a sexualidade, segundo as quais apenas os casais heterossexuais deveriam fazer sexo.

O Belfast Telegraph relata que a orientação pastoral foi emitida ao clero do CofE na semana passada depois de uma mudança na lei do Reino Unido que permite que casais heterossexuais se casem em uma cerimônia civil, em vez de uma cerimônia tradicional de casamento geralmente oficiada por um pároco ou pastor.

A declaração da igreja divulgada na semana passada dizia: 

    “Com parcerias civis de sexo oposto e com casais de pessoas do mesmo sexo, o ensino da igreja sobre ética sexual permanece inalterado.

    Para os cristãos, o casamento, que é a união vitalícia entre um homem e uma mulher, contratado com a realização de votos, continua sendo o contexto apropriado para a atividade sexual.

    Em sua abordagem às parcerias civis, a Igreja procura manter esse padrão, afirmar o valor de amizades comprometidas e sexualmente abstinentes e ministrar de maneira sensível e pastoral aos cristãos que decidem conscientemente ordenar suas vidas de maneira diferente”.

A Câmara dos Bispos também divulgou uma declaração pastoral, acrescentando: “Os relacionamentos sexuais fora do casamento heterossexual são considerados como aquém dos propósitos de Deus para os seres humanos”.

Os arcebispos Justin Welby e John Sentamu pediram desculpas pela emissão da orientação. 

“Nós, como arcebispos, ao lado dos bispos da Igreja da Inglaterra, pedimos desculpas e assumimos a responsabilidade de divulgar uma declaração na semana passada, que reconhecemos ter comprometido a confiança”, disseram Welby e Sentamu em comunicado.

“Lamentamos muito e reconhecemos a divisão e o dano que isso causou”, disseram eles. 

À medida que as visões da sociedade se tornam mais liberais, a igreja tem lutado com a forma como lida com os direitos LGBT.

O Telegraph relata que o CofE está conduzindo um “grande estudo” sobre sexualidade humana, que será publicado ainda este ano.

Welby e Sentamu disseram que estavam comprometidos com o estudo chamado Vivendo em Amor e Fé.

O CofE permite que o clero participe de parcerias civis homossexuais se forem sexualmente abstinentes.

Deixe sua opinião

WhatsApp
Entre e receba as notícias e artigos do dia