Um homem de religião cristã foi condenado à morte sob acusação de blasfêmia por um tribunal do leste do Paquistão, relata Christians in Pakistan.

Nadeem James, de 35 anos, foi preso em julho de 2016 depois que seu amigo muçulmano o acusou de compartilhar material que ridicularizava o Profeta Muhammad (Maomé) no serviço de mensagens WhatsApp, disse o advogado do réu na sexta-feira. O advogado também apontou que seu cliente pretende apelar contra o veredicto, aprovado na quinta-feira.

A blasfêmia é uma ofensa criminal no Paquistão, um país de maioria muçulmana, e os insultos contra o profeta são puníveis com a morte. A maioria dos casos é contra membros de comunidades minoritárias.

Em abril passado, o estudante Mashal Khan foi morto na universidade onde estudava, na cidade de Mardan, após um debate sobre a religião. A polícia prendeu mais de 20 estudantes e alguns membros da faculdade em relação ao assassinato.

Portal Padom

Deixe sua opinião