season1_posterUma cena mostrando a atriz Jeanne Tripplehorn em uma cerimônia religiosa em um episódio de Amor Imenso (Big Love) deu início a uma controvérsia envolvendo a HBO e a Igreja Mórmon. A Igreja acusa o estúdio de falta de respeito. O estúdio divulgou uma nota oficial pedindo desculpas a quem se sentir ofendido, mas considera que a cerimônia é uma parte importante do enredo da série.

A declaração da Igreja diz que os seus membros se sentem ofendidos quando suas práticas são mostradas fora de contexto. As regras determinam que somente membros da Igreja podem entrar nos templos para participar ou observar as cerimônias.

Segundo os criadores da série, Mark V. Olsen e Will Scheffer, a dramatização da cerimônia foi acompanhada por um consultor para garantir a veracidade da cena. Em uma declaração em separado, os produtores disseram ter assumido a responsabilidade de mostrar a cerimônia dentro de seu contexto correto e com o devido respeito.

A estreia de Amor Imenso incluiu negociações entre a HBO e a Igreja Mórmon, que resultaram na inclusão nos créditos de uma declaração dizendo que a poligamia mostrada na série não é mais apoiada pela Igreja. Na série, a família Hendrickson é mostrada como parte de um grupo de fundamentalistas que seguem a visão original da Igreja Mórmon, que apoiava a poligamia. A prática foi abandonada pela Igreja em 1890 como uma condição para a elevação do Utah à categoria de estado.

A exibição da cena, no entanto, levou a liderança da Igreja a acusar a HBO de faltar com sua promessa de distinguir os personagens dos Mórmons da vida real. A emissora informou que a produção sempre fez questão de distinguir entre a Igreja e os grupos fundamentalistas que praticam a poligamia.

Como já era esperado, alguns membros da Igreja iniciaram uma campanha para que a série seja boicotada, incluindo o cancelamento de assinaturas da HBO, AOL e outras empresas do grupo Time Warner. O boicote, entretanto, não foi apoiado pela Igreja, que disse em sua declaração que este tipo de movimento só aumenta a controvérsia e o interesse pelo programa.

Fonte: Omelete

Deixe sua opinião