Cuernavaca, México – As freiras Nohemí Hernández Jiménez, Mireya Izazaga Vejar e Angélica María Hernández Jiménez, pertencentes a organização “Serviços de Misericórdia a Pobreza Extrema”, foram autuadas pelo seu grupo, logo que foram descobertas gastando dinheiro para comprar um carro e ir de férias para o Acapulco.

freiras-Nohemí-Hernández-Jiménez-Mireya-Izazaga-Vejar-Angélica-María-Hernández-Jiménez-dinheiro-caridade-acapulcoO Diário de Morelos revelou que as freiras foram denunciadas pelos crimes de fraude e abuso de confiança, pois de acordo com as investigações, os acontecimentos suscitaram há algumas semanas, quando a freira encarregada pela associação percebeu que as três religiosas haviam desfrutados de diversos privilégios , beneficiando-se com recursos da associação, com as quais compraram um carro, Volkswagen-Gol, cinza.

A Madre Superiora percebeu que as religiosas haviam realizado movimentos bancários da conta da associação para uma conta pessoal, por isso solicitou um resumo dos movimentos para a agência bancária.

As freiras realizaram repetidas vezes viagens para Acapulco, Guerrero, onde estiveram varias vezes nos dias de férias, pela qual a madre superior da organização, mediante seu representante legal, acionou a Procuradoria Geral da Justiça onde denunciou as freiras, pelos crimes de fraude e abuso de confianças.

Portal Padom

Deixe sua opinião