As FARC aumenta as ameaças contra os cristãos na Colômbia

Segundo uma série de incidentes relatados por fontes do ministério “Portas Abertas”, o movimento guerrilheiro das “Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia” (FARC), aumentou as ameaças contra os cristãos naquela nação.

Members of the Farc in Colombian countrysideCom tal intimidação, os guerrilheiros têm tentando consolidar seu poder nas eleições presidenciais deste domingo.

Os crentes desse país dizem ser constantemente perseguidos pelas FARC, como foi o caso de 11 pastores que foram proibidos de pregar em sua região, com o risco de serem atacados fisicamente. Em outras ocasiões, as igrejas receberam ordens para fechar as portas.

“Esse tipo de coisa acontece o tempo todo na Colômbia”, diz Dennis Pastoor analista de perseguição do ministério Portas Abertas. “No entanto, a intensidade e a frequência parecem ter aumentado no período que antecede as eleições e as consequências que o resultado poderia ter para as negociações de paz. As FARC não querem fazer nada para fortalecer seu poder e influência, e negam a ideia de que foram enfraquecidos “.

Além disso, Pastoor diz que as FARC querem garantir que as negociações de paz que continua após as eleições sejam acabadas.

“Para isso, eles precisam ganhar o candidato certo, e como resultado, intimidar as pessoas a seguir os desejos da FARC. Para que isso aconteça, as FARC estão por trás do aumento da violência e por trás disso obstáculos enormes afetam significativamente o país. “

Mas por que perseguem os cristãos?

Pastoor explica que os pastores estão sendo ameaçados, porque não aderiram às regras e ordens das às FARC. Além disso, porque os líderes evangélicos pregam abertamente contra a injustiça e a violência que antagoniza esse movimento guerrilheiro.

Por outra parte, no passado muitas igrejas que estavam cansadas ??das ameaças das FARC acolheram e apoiaram os paramilitares opostos. Isso também levou a guerrilha pensar que os cristãos são seus inimigos, de acordo Pastoor.

Tendo em conta o aumento da perseguição contra os cristãos, eles estão pessimistas sobre o seu futuro.

“Muitos cristãos sobrevivem e são muito pessimistas sobre o futuro. Pastores são fortemente desencorajadas. O que todos os cristãos querem, basicamente, é pregar  e viver o Evangelho em liberdade”, disse Pastoor.

“É muito difícil dizer qual seria o melhor resultado eleitoral para eles, mas parece que as FARC, não importa que, continuará a sua estratégia de aumentar intimidação. Esta é uma má notícia para a Igreja“, disse ele Pastoor.

Na Lista do Mundo Observância ou World Watch List (WWL), do Ministério Portas Abertas, a Colômbia está classificada em  25 dos piores 50 países que perseguem cristãos.

No próximo dia 25 de maio será realizada as eleições presidenciais da Colômbia, oremos para que Deus intervenha nessa nação.

Portal Padom

Deixe sua opinião