Familiares de Martin Luther King analisam o seu legado

Martin-Luther-King-famíliares-legadoEm Washington, o 50º aniversário da marcha pelos direitos dos cidadãos afro-americanos, com foco em um dos discursos mais famosos nos EUA. Na ocasião, o Dr. Martin Luther King Jr. expos o seu sonho de uma America com igualdade racial. Neste aniversário três gerações da família de King falaram o que pensam da América atual, cinco décadas depois da marcha.

Eu tenho um sonho, hoje…“. Estas famosas palavras do Dr. Martin Luther King Jr, no dia 28 de agosto de 1963, jamais serão esquecidas. Nesta ocasião mais de 250 mil pessoas participaram da marcha em Washington. Foi a manifestação pro direitos civis, mais grande da história dos Estados Unidos.

No 50º aniversário do famoso discurso, o primeiro presidente afro-americano também deu um discurso na mesma etapa no memorial de Lincoln, em Washington DC.

A CBN News, entrevistou três gerações de mulheres da família King para ver se “o sonho” foi realizado.

Alveda King é sobrinha de Martin Luther King Júnior. “Muitos acreditam que isto que fizer que o sonho se cumpriu. Não temos alcançado mas estamos no caminho”.

Uma nova geração de americanos celebrou o aniversário junto à tumba de King em Atlanta, Geórgia.

Sua filha menor Bernice disse que Deus esta chamando você para realizar esse sonho.

“Deus não esta nos chamando para um plano mais alto sem importar que sejamos negros, hispânicos, asiáticos, indígenas, brancos ou se somos de qualquer país no mundo, nossos destinos estão ligado”, disse ela.

A irmã de Dr. King, Naomi Rither, assistiu a marcha em Washigton há 50 anos. Disse que nunca esquecera o que tem sido avançado no país.

Realmente  foi uma experiência que não vou esquecer nunca. Estar ali ver esse mar de gente, mais de 250 mil juntos, me fez recordar muito dos valores espirituais”

Desde o momento em que nasceu King foi destinado a ser ministro cristão. Filho e neto de pastores batistas.

Aos 19 anos ele foi ordenado ministro. Logo foi co-pastor da Igreja Batista Ebenezer em Atlanta, juntamente com seu pai.

Os Kings seguiram mantendo o legado familiar, e esperando ter ainda mais êxito nos próximos 50 anos.

Portal Padom

Deixe sua opinião