“Não sabia que com ela aceitando era crime”, diz falso pastor após sequestrar e estuprar menina de 12 anos

O falso pastor que foi preso suspeito de sequestrar e estuprar uma menina de 12 anos em Camaçari, na região metropolitana de Salvador, alegou que não sabia que o que fez era crime. Isaías Arcanjo dos Santos, de 29 anos, e a vítima estavam desaparecidos desde o dia 7 de dezembro e foram localizados na Fazenda Leoni, zona rural da cidade de Nazaré, no interior da Bahia.

Eu não sabia que ela aceitando, mesmo assim, era crime. Isso aí eu não sabia.

O suspeito conheceu a garota há dois meses, durante os cultos que ela frequentava com a mãe, celebrados em uma igreja montada por ele no município.  Em pouco tempo, Isaías passou a frequentar a casa da família de onde a garota foi levada.

Na delegacia, a menina confirmou que mantinha relações sexuais com o falso pastor desde que chegaram a Nazaré. A vítima foi encaminhada para o IML (Instituto Médico Legal) para fazer exames periciais.

A delegada Danille Monteiro, titular da 26ª DT (Delegacia Territorial), diz que o suspeito alega que a menina foi por vontade própria, “mas ela foi iludida, seduzida por ele“.

De acordo com a polícia, a documentação de pastor apresentada pelo suspeito é falsa. Isaías também já foi denunciado por aplicar golpes em outra igreja no bairro de São Cristóvão, na capital baiana.

Alerta

Infelizmente nos dias de hoje, não podemos confiar em ninguém. Pois existem pessoas como essa, que são bandidos transvestidos em pele de cordeiro. Todo cuidado é pouco, fique atento quem você leva para dentro de sua casa, cuidado com quem seus filhos tem conversado.

R7

Deixe sua opinião