Na noite desta terça-feira, a Advocacia-Geral da União (AGU) emitiu um comunicado confirmando que foi entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF), os exames do presidente Jair Bolsonaro, e que os resultados dos dois testes corrobam com que Bolsonaro sempre dizia, que os reusltados deu negativo.

Segundo informações, os exames formam exames foram entregues em mão do proprio ministro Ricardo Lewandowski em seu gabinete. Ele foi o sorteado pela Corte para decidir o pedido do jornal O Estado de S. Paulo, que requeria urgência na divulgação dos resultados.

“A Advocacia-Geral da União (AGU) informa que entregou ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, os exames realizados pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, para testar o contágio por Covid-19. Os laudos confirmam que o presidente testou negativo para a doença”, diz nota.

O jornal paulista recorreu ao STF pedindo a anulação da decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de que o presidente não precisaria mostrar os resultados dos testes. Pedido dessa segunda-feira, 11, argumentou que não deve haver obstáculos à liberdade de imprensa, inclusive na obtenção de documentos de interesse público.

Após o jornal ter obtido na Justiça decisões garantindo o acesso aos laudos, o presidente do STJ, na sexta-feira, 8, atendeu o Palácio do Planalto e acatou recurso apresentado pela Advocacia-Geral da União, o que livrou Bolsonaro de divulgar os exames.

Deixe sua opinião