Richard Logan, ex-pastor e CEO da Attack Poverty, organização sem fins lucrativos baseada na fé, que se matou após matar sua esposa e filho na casa da família, também tentou estrangular sua filha que sobreviveu, revelou a polícia nesta quinta-feira.

Enquanto as autoridades de Sugarland, Texas, ainda estão investigando o motivo das ações de Richard Logan, o médico legista do Condado de Fort Bend disse que Logan atirou em sua esposa Diana, 48, várias vezes e depois atirou em seu filho de 11 anos, Aaron, uma vez,  KHOU relatou .

Ele então dirigiu para San Marcos, onde sua filha, Ambrielle, está no último ano na Texas State University e tentou estrangulá-la antes de tirar a própria vida, disse a polícia.

“A polícia acredita que Richard Logan atirou e matou sua esposa e filho em sua casa antes de dirigir para San Marcos, no condado de Guadalupe, agredindo fisicamente sua filha adulta e cometendo suicídio. Acredita-se que a arma recuperada no local do suicídio seja a mesma arma usada para matar a esposa e o filho de Logan. Os resultados dos testes forenses estão pendentes”, disse a Polícia em um comunicado, observando que a filha de Logan não relatou o ataque físico.

As autoridades disseram ainda à KTRK, afiliada da ABC News, que a esposa e o filho de Logan foram mortos em algum momento do fim de semana de 8 a 9 de fevereiro. O pastor da família na Igreja de River Pointe disse que ele os viu pela última vez no sábado, por volta das 17h. Eles acreditam que Logan tentou estrangular Ambrielle na noite de segunda-feira e, em algum momento entre a noite e terça-feira, por volta das oito da manhã, ele se matou.

De acordo com o canal de notícias  KPRC, os policiais foram à casa do CEO de 53 anos para realizar uma verificação de bem-estar depois que a polícia do condado de Guadalupe os informou que o corpo de Logan foi encontrado com o que parecia ser um único tiro autoinfligido na propriedade de uma empresa chamada TAS Environmental.

O chefe de polícia Eric Robins disse que ninguém atendeu a porta e, quando finalmente tiveram acesso à casa, encontraram os corpos da esposa de Logan e do filho de 11 anos.

Ele disse que os corpos de Diana e Aaron mostraram sinais de trauma e ferimentos a bala. Eles também pareciam estar mortos por pelo menos várias horas.

Os funcionários da Igreja de River Pointe, onde a família era membro e onde Logan serviu como pastor de missões por vários anos e Diana Logan também serviu como líder de um pequeno grupo, ficaram chocados.

“Conhecíamos os Logans muito, muito bem”, disse o pastor Patrick Kelley, amigo dos Logans por 15 anos,  segundo KHOU . “E algo assim, a morte deles, por mais trágica que seja, é algo que você não pode imaginar ou prever “.

Ele acrescentou: “Eu estou aqui em choque com todos os outros que conheceram essas pessoas preciosas. Acho que a parte de cura e a direção que vamos dar é estar juntos e expressar sua tristeza, porque temos uma dor compartilhada neste caso”.

Deixe sua opinião

WhatsApp
Entre e receba as notícias e artigos do dia