Ex-NBA Rodman, pede perdão para família do missionário Kenneth Bae

0
107

O ex-astro da NBA Dennis Rodman, pediu desculpas à família do missionário Kenneth Bae, logo depois de emitir um comentário em que ele culpava Kenneth Bae, um missionário norte-americano preso na Coreia do Norte, pela própria detenção, e não as autoridades norte-coreanas.

t-ex-nba- Rodman-Kenneth-BaeBae é um guia turístico cristão que está cumprindo uma sentença de 15 anos de trabalho forçado por supostamente tentar derrubar o governo.

Em uma entrevista quarta-feira com a CNN, Rodman ficou irritado quando lhe perguntaram se ele pretendia falar com o líder norte-coreano Kim Jong Un sobre Bae.

“Eu não estou tentando salvar o mundo”, disse o ex-jogador da NBA. “Eu não estou tentando salvar Kenenth Bae … Isso não é meu trabalho.”

“Nós ficamos chocados e indignados”, disse a irmã de Bae, Terri Chung, após ver as declarações do Rodman. “Eu não podia acreditar que ele estava dizendo essas coisas. Ele estava em uma posição para ajudar. E negou ajuda-lo. E em vez disso, optou por lançar essas acusações escandalosas contra Kenneth. Claramente não sabe nada sobre o caso”, acrescentou.

Na quinta-feira, Rodman se desculpou pelo seu comentário, dizendo que ele tinha bebido e estava sob muito estresse, quando ele fez os comentários durante uma entrevista à CNN.

“Primeiro eu quero pedir perdão à família de Kenneth Bae”, disse Rodman em um comunicado divulgado quinta-feira pelo seu agente Jules Feiler. “Quero pedir desculpas aos meus companheiros e minha equipe.”

“Eu envergonhei um monte de gente”, disse ele. “Eu sinto muito. Deveria ser melhor em vez de lançar declarações políticas. Realmente sinto muito.”

Rodman foi à Coreia do Norte, com uma equipe de ex-jogadores da NBA para jogar uma partida de exibição em homenagem ao aniversário do ditador Kim Jong Un. Ele também cantou Happy Birthday a Un, a quem ele chama de seu “bom amigo”.

Enquanto isso, o Departamento de Estado disse que os Estados Unidos continua firme em assegurar a libertação de Bae. No entanto não é isso que o mundo tem visto, pois tanto Bae e o pastor Saeed Abedini estão presos sob falsas acusações e o governo americano aparentemente está com os braços cruzados…. oremos pelos cristãos perseguidos!

Portal Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui