Após ser evangelizada por um anjo durante sete meses, judia entrega sua vida a Jesus

Judia diz que um homem lhe falou sobre Jesus durante 7 meses e logo depois descobriu que ele era um anjo

1062

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Alyse Merritt cresceu como uma judia devoto que amava o Torá e desprezava a fé cristã.

“Tudo o que sabia era que Jesus era o falso deus dos gentios, porque isso é o que eles inculcaram em nossas cabeças desde que fomos muito jovens”, Merritt disse à CBN News. “Na verdade, pensei que ele era católico ou italiano por causa de tudo o que tinha sido dito e visto na TV”.

“Foi com a universidade que tive um encontro sobrenatural”, continuou ela.

Depois de se formar no ensino médio, Merritt saiu de sua casa de infância, indo para a faculdade e começou a trabalhar em uma loja de iogurte gelado.

Foi quando ela conheceu um cliente que iria ajudá-la a mudar sua vida para sempre.

“Um homem que tinha literalmente uns dois metros de altura, com penetrantes olhos azuis, entrou um dia. Ele carregava uma Bíblia branca que era enorme, do tamanho de uma Bíblia familiar. Ele começou a me contar o Evangelho desta Bíblia e que Jesus era realmente judeu. Pela primeira vez na minha vida, me disseram que Jesus era um salvador judeu e que ele era meu Messias”, contou a jovem judia.

O homem, que se chamava Alan, começou a aparecer onde Merritt estava.

“Em todos os lugares que eu ia todos os dias, fora do horário de trabalho, ele apareceria aleatoriamente, se eu fosse espontaneamente a um shopping com um amigo, ele sempre estaria lá sozinho em um assento, como se esperasse que eu chegasse. Muitas vezes me chamava e começava a testemunhar o evangelho para mim “, disse ela.

Alan continuou a dar seu testemunho por sete meses.

“Ele dizia que Jesus é o cordeiro que foi morto antes da fundação do mundo, e no Êxodo ele diz que, sem o derramamento de sangue, não há remissão do pecado”. Então, um dia eu pensei: “Sabe, no judaísmo a cada ano no Yom Kippur, o Dia da Expiação, o sacrifício de um animal era simbólico para a nossa expiação, mas já não tínhamos mais um templo. ‘Então, pensei: ‘Como fomos expiamos?'”, disse Merritt.

“Um dia eu me conectei por completo e caí de joelhos depois de sete meses que Alan ter começado a testemunhar o Evangelho, aceitei que Jesus, Yeshua, era o cordeiro que expiou meu pecado”.

Algo surpreendente aconteceu depois que Merritt aceitou Jesus como seu Salvador.

“Depois dessa experiência, Alan desapareceu completamente“, disse. “Eu liguei para ele na linha telefônica onde conversamos por sete meses e a linha estava completamente desconectada … Voltei para a loja de iogurte e os shopping centers e lojas onde sempre o vi ao acaso, também no assento em que conversamos, mas ele se foi, completamente desaparecido da existência “, disse ela.

Depois de um ano de busca, Merritt finalmente teve último encontro com Alan.

“Um dia eu fui convidada para a casa de uma querida amiga da igreja que eu comecei a frequentar, entrei na sala de estar e em sua parede havia uma enorme pintura de Alan, seus olhos eram inconfundíveis, eu pude reconhecer cada detalhe do seu rosto, fiquei impressionada”, disse.

“Onde você pegou essa foto? Quem pintou isso?” Merritt perguntou a sua amiga.

“Ela e seu marido passaram a me dizer que este era um anjo que sua amiga havia presenciado quando ela estava em seu leito de morte. Um anjo de dois metros disse-lhe que Jesus iria curá-la … Ela descreveu-o como de dois metros de altura, com olhos azuis penetrantes “, explicou.

Até hoje, Merritt nunca mais viu Alan e acredita que o poder sobrenatural de Deus desempenhou um papel importante na sua salvação.

Judia testemunha como aceitou a Jesus após ser evangelizada por anjo

Ela explica sua história completa no livro Autumn Whisper e encoraja os crentes ao redor livro mulher judia anjo jesusdo mundo a contar aos outros sobre Cristo.

“Não importa o que você faça, todos os dias iluminamos Jesus“, disse Merritt. “A vida que o Messias caminhou foi de sacrifício, o que ensino aos meus filhos é que não é sobre nós, cada dia tomamos nossa cruz e seguimos”.

Merritt disse que o Natal é o momento perfeito para compartilhar o Evangelho com os outros, acrescentando que aceitou Jesus durante o Natal.

“Agora, nesta temporada de Natal, as pessoas estão mais abertas para ouvir Jesus e as histórias, e lendo livros que normalmente não leem.”

Ela também tem uma mensagem para judeus como ela que estão procurando uma relação mais profunda com Deus.

“Número um, oração. O poder da oração, não há nada comparado a isso, a oração fervorosa dos justos vale muito e estive orando durante todo esse período de sete meses que eu testemunhei e lia as escrituras judaicas como bem o novo pacto “.

Deixe sua opinião