Líder disse que religião africana usa caracóis em cerimônias de cura.
Seguidores perderam peso e ficaram com inchaço no estômago.
Seguidores de um morador da cidade americana de Miami que diz praticar uma religião africana tradicional afirmaram ter ficado doentes depois de terem sido obrigados a tomar o muco de uma lesma africana gigante.
Autoridades federais dos EUA fizeram buscas em janeiro na casa de Charles L. Stewart depois de receber denúncias. Ele não foi processado, mas a procuradoria, o estado e a agência federal responsável pela vida selvagem estão investigando o caso.
A lesma gigante é proibida nos EUA sem permissão especial. Especialistas dizem que ela devasta os ecossistemas. Ela cresce até 25 centímetros de comprimento e come até lixo.
Stewart disse à imprensa local que não tinha má fé e que sua religião usa as lesmas para cerimônias de cura.
Os devotos disseram que ficaram muito doentes, perdendo peso e ficando com estranhos inchaços no estômago.

G1 / Padom

Deixe sua opinião